Posts made in março, 2009


Chegaram hoje do Rio de Janeiro os livros que encomendei sobre Pedagogia Libertária. Além de algumas revistas e jornais, os livros que agora serão incluídos à nossa biblioteca libertária são os que seguem:

Grégory Chambat – Instruir para Revoltar – Fernand Pelloutier e a educação rumo a uma pedagogia de ação direta
Edmond Marc Lipiansky – A Pedagogia Libertária
Geraldina P. Witter et al – Educação de Adultos – Textos e Pesquisas
Sílvio Gallo – Pedagogia Libertária – Anarquistas, Anarquismos e Educação
Neiva Beron Kassick e Clovis Nicanor Kassick – A Pedagogia Libertária na História da Educação Brasileira
Maria Oly Pey (org.) – Recordando Paulo Freire: Experiências de Educação Libertadora na Escola
Maria Oly Pey (org.) – Esboço para uma História da Escola no Brasil – Algumas reflexões libertárias
Hugues Lenoir – Educar para Emancipar
Movimento Centro de Cultura e Autoformação – Educação Libertária – Textos de um Seminário
Raquel Stela de Sá – DO corpo disciplinar ao Corpo Vibrátil – Uma Abordagem Libertária Contemporânea
Clovis Nicanor Kassick – A ex-cola libertária
Francesco Codello – A Boa Educação – Experiências libertárias e teorias anarquistas na Europa, de Godwin a Neill – volume 1: A Teoria
Wagner Sant’Anna Figueiredo – Assédio Moral na Escola Pública
Francisco Ferrer Y Guardia – O Racionalismo Combatente
Wilhelm Reich – Os pais como educadores

Ainda estou para receber alguns outros livros acerca de economia solidária, ecologia e estratégias sustentáveis. Agora, é debruçar sobre os livros e dissecá-los…

Read More

No ano passado, depois de iniciar minha jornada em busca de algo que realmente desse significado à minha vida, algo além dos planos mundanos e hedonistas que compartilho com boa parte da humanidade, acabei conhecendo o Wiser Earth, e por lá uma senhora chamada Glistening DeepWater, que escreveu o belíssimo texto a seguir:

Os muitos grupos, ideias e entendimentos necessários para criar mudanças benéficas duradouras no mundo estão emergindo em todo lugar e existem pessoas-chave trabalhando para unir estes grupos em um movimento coeso.

A evolução necessariamente nos conduz a um território não mapeado e existem pioneiros que estão trabalhando no desenvolvimento de uma estrutura de entendimento que irá tornar-se um novo paradigma para a evolução de toda humanidade.

Estas ideias excitantes estão sendo exploradas e discutidas, testadas e formuladas em modelos para ação efetiva. Entretanto a realidade da situação é que a única mudança que podemos efetuar está dentro de nós mesmos (…)

É pela união para dar suporte um ao outro através deste processo de transformação interna que nos tornamos um grupo integrado e harmonioso, e ajudamos a acelerar o processo de cada um, aprendendo um com o outro à medida que progredimos.

Interessante, não? Uma belíssima percepção acerca de um mundo mutante. Enquanto a força do capitalismo para uns parece mais forte do que nunca, para outros está prestes a desmoronar. Enquanto uns buscam televisionar e twittar tudo o que acontece, outros se apercebem que a revolução não será televisionada. Será ela twittada?

Ao mesmo tempo, surgem ideias em todos cantos do mundo, de forma isolada, como esta bela proposta de Andy Lubershane para adaptar os sistemas de geração de energia pela força das ondas em situações difíceis:

Poder das Ondas Energia

E aí? Vamos integrar todo este ímpeto que move a muitos de nós em direção a um mundo melhor? Pois então, vem conosco que o trabalho está só começando!

Read More

O vencedor do Prêmio Nobel, Isaac Bashevis Singer (1904-1991), escreveu, em seu livro de maior sucesso, “Enemies”, o seguinte: “Por mais que Herman tivesse testemunhado o abate de animais e peixes, ele sempre tinha o mesmo pensamento: no seu comportamento em relação aos animais, todos os homens são nazistas. A presunção com a qual o homem pode fazer o que quiser com outras espécies exemplifica as teorias racistas mais extremas, a lei do mais forte.” A comparação com o Holocausto é intencional e óbvia. Um grupo de seres vivos angustia nas mãos de outro. Embora alguns possam argumentar que o sofrimento de animais não possa ser comparado ao sofrimento dos judeus e escravos, há, de fato, um paralelo. E para os prisioneiros e vítimas deste assassinato em massa, o seu holocausto está longe do fim. Escrito, produzido e dirigido por Shaun Monson e narrado por Joaquin Phoenix, este vídeo em inglês, com legendas em português, é uma produção da Nation Earth Organization.

Este vídeo poderia ser postado em outra seção, talvez Ecologia, mas escolhi colocá-lo aqui, em Sociedade > O Mundo ás Avessas, porque se trata justamente disso: de uma escolha que provavelmente precise ser revista.

Como animais racionais, temos a chance de fazer uma escolha, entre poupar a vida ou matar um animal para nosso sustento. Mesmo que o algumas pessoas não consigam, quer seja por fraqueza moral ou por “liberdade de escolha” deixar de trocar sua subsistência alimentar por alimentos provenientes da morte de animais, pelo menos pode começar a lutar para evitar que tudo aconteça da forma que acontece hoje, e que podemos aprender no vídeo que se segue.

Se você não gosta de imagens fortes, apresenta algum tipo de problema cardíaco ou propensão à ataques de pânico ou depressão, falo sério: não o assista. Como médico presenciei várias cirurgias que expunham o corpo inteiro do paciente frente a meus olhos, mas isso não dá um centésimo da crueza e brutalidade das imagens que verão a seguir. São 95 minutos que podem começar a mudar sua vida e a forma com que enxerga o mundo em que vive. Boa jornada.

 

http://video.google.com/googleplayer.swf?docid=-239204330856039070&hl=pt-BR&fs=true

Read More
%d blogueiros gostam disto: