O Plano das Bicicletas Violetas – Qual é o plano?

O plano é reproduzir em Araranguá o Plano das Bicicletas Brancas, desenvolvido originalmente por Luud Schimmelpennink em 1964, em Amsterdam. A ideia de Ludd era distribuir 20 mil bicicletas pela cidade para melhorar o trânsito caótico da cidade holandesa, mas isso foi negado pelas autoridades. Não se dando por vencido, Ludd e seus parceiros do coletivo PROVOS pintaram 50 bicicletas de branco e as distribuiram pela cidade, e qualquer pessoa poderia pegá-la, utilizá-las e depois devolvê-las.

Nossa ideia é fazer o mesmo, distribuindo uma série de 50 bicicletas que receberíamos a partir de doações e, sob os cuidados da rede Coolmeia, Ideias em Cooperação, e com apoio da iniciativa privada, comércio e indústria da cidade, reformaremos estas bicicletas pintando-as de violeta. Ao mesmo tempo, realizaremos uma campanha educativa em nosso município, mostrando que é possível experienciar situações em que os objetos de uso diário podem ser bens comuns, podem ser de todos e de ninguém ao mesmo tempo.

Este projeto traz consigo uma série de benefícios, tanto para os cidadãos araranguaenses quanto para a cidade como um todo:

1. Melhora da saúde do cidadão:

– diretamente, pela atividade física (atividade física científicamente reduz os níveis de colesterol, triglicerídeos, pressão alta, diabetes e o índice de doenças cardiovasculares como infartos e derrames, por exemplo.), além de reduzir a recorrência de depressão;

– indiretamente, pela redução da poluição ambiental que acontece quando se utiliza menos o automóvel como meio de transporte e mais um veículo de mobilidade auto-propelida como a bicicleta

2. Economia para os cofres públicos

Imagina-se que estimular o uso de bicicletas pode gerar uma economia gigantesca com gastos na área da saúde. Estima-se que para cada 1 real gasto em mudar o hábito dos cidadãos de uma transporte motorizado para um cicloativado, se economizariam 280 reais em gastos de saúde, desde medicamentos até internações hospitalares e dias ausentes do trabalho. (Na França, o governo está lançando o Plano Nacional da bicicleta, e vai subsidiar as empresas cujos funcionários vierem trabalhar de bicicleta. Cada funcionário ganhará 21 centavos de euro por km rodado. Foi calculado um gasto de 20 milhões no subsídio e uma economia de 5,6 bilhões em gastos na área da saúde – http://brasil.elpais.com/brasil/2013/12/27/sociedad/1388172257_849294.html )

Neste momento, precisamos reunir a sociedade civil para nos ajudar com as seguintes necessidades:

1 – 50 bicicletas, novas ou usadas, em bom estado de funcionamento

2 – Uma ou mais pessoas com entendimento em conserto e reforma de bicicletas

3 – Uma ou mais pessoas com conhecimento em pintura de bicicletas

4 – Tintas específicas para pintura de bicicletas + pintura dos raios + lateral dos pneus

5 – Auxílio na divulgação do projeto, em todas suas etapas, desde a inicial (de captação de recursos) até a etapa de lançamento e manutenção da ideia

5.1 – design gráfico de material de divulgação para as campanhas 

5.2 – criação de um hotsite para informar sobre O Plano

5.3 – criação de um spot de áudio para divulgar O Plano

5.4 – criação de um vídeo informativo sobre O Plano

6 – Comunicação aos poderes governamentais

7 – Bicicletas às ruas

8 – Registro na forma de um documentário sobre todo o processo (opcional)

Nosso cronograma é o seguinte:

Janeiro a Março de 2014 – itens 1, 2, 3 e 4

Fevereiro a Abril de 2014 – itens 5 e 6

Maio em diante – item 7

(o documentário poderá ocorrer durante todo o processo – serão registradas imagens em fotos, vídeos e registros de áudio e textos da imprensa local)

Um pequeno auxílio financeiro também é muito bem-vindo, para ajudar a cobrir os custos de alimentação das reuniões e mutirões para pintura e consertos das bicicletas, para compra de pães, frutas, geléias e café. Todos os valores doados serão tornados públicos de forma a manter a transparência d'O Plano das Bicicletas Violetas.

Agora é com você: com o que te sentes chamado a ajudar?

 

Assinam: membros do Favo Araranguá da Coolmeia, Ideias em Cooperação

 

(artigo original em http://net.coolmeia.org/pages/view/17757/o-plano-das-bicicletas-violetas-qual-e-o-plano

faça parte do grupo de trabalho do projeto em http://net.coolmeia.org/groups/profile/17314/o-plano-das-bicicletas-violetas