31 anos: algumas conquistas

Atenção! O seguinte texto contém altas doses de subjetividade e conteúdo altamente pessoal! Se você não quiser saber da vida deste escritor e sobre como tudo começou, não siga lendo este texto!

Hoje faz 31 anos desde o dia primeiro de julho de mil novecentos e setenta e seis. Às vinte e uma horas e quarenta e três minutos nascia este rebento da natureza. Câncer no horóscopo ocidental, dragão no horóscopo chinês.

Até agora, uma vida comum, cheia de alegrias, pequenos sucessos, um ou outro percalço amoroso e de saúde mas todos plenamente contornáveis. Não pretendo aqui fazer uma minibiografia, mas um apanhado da minha vida nesta grande teia mundial de computadores.

Comecei na Blogosfera antes que ela tivesse sido assim denominada, lá pelo início de 2003. As primeiras experiências foram interessantes, e foram justamente isso: experiências. Não sabia ao certo quais as funcionalidades, era um completo “perdido” tecnologicamente falando.

Atenção! O seguinte texto contém altas doses de subjetividade e conteúdo altamente pessoal! Se você não quiser saber da vida deste escritor e sobre como tudo começou, não siga lendo este texto!

Hoje fazem 31 anos desde o dia primeiro de julho de mil novecentos e setenta e seis. Às vinte e uma horas e quarenta e três minutos nascia este rebento da natureza. Câncer no horóscopo ocidental, dragão no horóscopo chinês.

Até agora, uma vida comum, cheia de alegrias, pequenos sucessos, um ou outro percalço amoroso e de saúde mas todos plenamente contornáveis. Não pretendo aqui fazer uma minibiografia, mas um apanhado da minha vida nesta grande teia mundial de computadores.

Comecei na Blogosfera antes que ela tivesse sido assim denominada, lá pelo início de 2003. As primeiras experiências foram interessantes, e foram justamente isso: experiências. Não sabia ao certo quais as funcionalidades, era um completo “perdido” tecnologicamente falando.

Uma das minhas primeiras aventuras em produzir conteúdo na Web foi com o Politikaos – uma espécie de tentativa de Fórum em forma de blog que morreu antes de completar 1 mês (25/02/2003-10/03/2003†). Naquele blog, o espírito anarquista ainda era incipiente, mas já se fazia sentir pelo desejo de compartilhar a senha de acesso com qualquer pessoa, acreditando em uma autogestão saudável do blog. Esta ingenuidade parcialmente dissipou-se.

Em 7 de Março de 2003 surgia o Tudo Está Impresso no Éter Universal (07/03/2003-23/05/2003†), um blog que na verdade não era blog. Era um depósito das edições do e-zine do Simplicíssimo. No primeiro post, a seguinte apresentação:

“Dia Zero. Este Blog tem como objetivo o armazenamento das edições de textos e jornais virtuais escritos por mim e por amigos interessados em simplesmente escrever. Pessoas que lêem, que acham que podem, com suas palavras-ações, mudar o ambiente em que vivem. Pessoas que estão sempre aprendendo e vão continuar assim pelo resto de suas vidas. Não vão se entregar para o cansaço ou para o tempo. Este Blog é também um convite, para que você leitor, inicie esta viagem sem fim pelo mundo da cultura e do conhecimento, maiores verdades e ilusões de nossa tangível realidade.”

Para quem está chegando aqui pela primeira vez, faço um pequeno resumo, retirado do primeiro post do blog Escrever Por Escrever, ao qual já irei chegar.

“Desde criança fazia fanzines – Nuclear Trash, Joe Volume, Simplicíssimo… – sendo que este último acabou por se transformar em e-zine e desde 26 de junho deste ano também em site. No início, o Simplicíssimo dava conta à vazão de minhas idéias e produção literária (se é que assim posso chamar). Hoje, com o crescimento do site e do número de colaboradores, meu espaço para contribuições tornou-se deveras limitado. Solução óbvia e natural: criar meu próprio blógue! Assim, fica o Simplicíssimo como uma espécie de “portal” para brilhantes escritores e seus escritos e este blógue para acolher minhas tantas outras tantãs idéias.”

 

Quando o Simplicíssimo transformou-se de e-zine em e-zine/blog e website (26 de junho de 2003), surgiu o TEENEU (Tudo Está Escrito no Éter Universal, 23/06/2003-03/09/2004†), um blog que era mostrado em uma barra lateral juntamente com a primeira versão do Simplicíssimo. O site continuava tendo uma newsletter (um e-zine) para levar as edições semanais a seus primeiros assinantes. O blog acompanhando o site era interessante pois a atualização do site era semanal e o blog era atualizado sempre que necessário para apresentar alguma novidade ou notícia interessante. O e-zine era a forma de aproximação com os leitores mais próximos, para fazê-los saber das novidades e terem o conforto de ler as edições offline).

Pretendo trazer este formato de volta aqui no site a partir de agora. Teremos a estrutura principal do site com suas Seções, Categorias e Colunas habituais, um scroller lateral com textos da categoria “Cotidianices”, com acontecimentos e notícias diárias pessoais (tipo um Twitter particular) e um boletim eventual com textos selecionados para os amigos e leitores mais próximos.

Com o crescimento do Simplicíssimo, o que era um projeto pessoal acabou virando um portal para apresentação de novos escritores, críticos e artistas, e o espaço para expressar minhas idéias foi gradualmente encolhendo. A saída natural era óbvia: criar um blog. E foi assim que, em 14 de dezembro de 2003, surgiu o Escrever Por Escrever. Baseado em um diário que mantinha desde 3 de junho de 2001 (24/09/2002†) onde apontava, além de acontecimentos comuns do dia-a-dia, idéias e reflexões sobre os mais variados assuntos, o blog passou a ser a versão pública deste arquivo pessoal que foi publicado – em sua versão censurada – no Simplicíssimo (que, como e-zine surgiu em 25/10/2002).

Primeiro Escrever Por Escrever
Escrever Por Escrever primeira fase: Blogger

O Escrever Por Escrever foi publicado originalmente na versão brasileira do Blogger, que depois foi comprado pela Globo e teve uma série de restrições de espaço instaladas, o que levou-me a mudar para a comunidade portuguesa de blogs Sapo.pt. Em seguida, por algumas instabilidades e limitações técnicas do servidor português acabei migrando para o Blogspot (onde na verdade havia começado).

Terceiro Escrever Por Escrever
Escrever Por Escrever terceira fase: Blogspot

Por volta de julho de 2004, uma nova idéia surgia: de ter vários blogs, todos eles interlinkados, expressando cada um deles uma de minhas pulsões do momento. E foi assim, que no meio de uma fase maníaca resolvi começar o projeto do Armazém de Idéias Ideais. Ao todo, foram 12 Blogs que tiveram curtíssima vida (22/08/2004), mas que me divertiram bastante na fase de idealização e planejamento do projeto:

Armazém de Idéias Ideais, o “portal centralizador”, a idéia era ter várias fotos. Cada foto atrelada a um link que levasse a um dos sites do “Armazém de Idéias Ideais”. A idéia do nome surgiu assim: na época, estava trabalhando em Camaquã eventualmente e, no caminho para lá, havia uma tenda de beira de estrada chamada Armazém de Idéias. A paixão pelo nome foi instantânea. É isso. No milésimo de segundo seguinte – e o deslumbre pelo flash estava presente – imaginei aquele logotipo dinâmico mudando entre I-D-É-I-A-S e I-D-E-A-I-S e o nome estava pronto: Armazém de Idéias Ideais. Pensei nele como justamente isso: um depósito, um Armazém de todas idéias que, para mim – e reforço o mim – seriam Ideais.

Escrever Por Escrever, na fase blogspot, como o blog pessoal deste escriba

The Brains Korporation, minha empresa-fantasia, responsável, no mundo da minha imaginação por todos os outros projetos, reais e imaginários; a “empresa” por trás de tudo

Portfolio Reinehr, um local para armazenar algumas das minhas fotos que estavam começando a ser feitas e aprimoradas

Os Decibéis Impossíveis, um blog para a música que compus e gravei, sendo que “Os Decibéis Impossíveis” é o nome do Selo Musical que criei para lançar o primeiro CD da minha banda The Brains

Indivíduo Não Governamental, uma idéia curiosa que tive em meio à febre de expansão do Terceiro Setor, baseada no altruísmo

Holoterapia ou Terapia do Amigo, uma terapia alternativa preocupada com o indivíduo integral (mais uma)

Dízimo Solidário, a idéia de dividir 10% da minha remuneração com pessoas necessitadas

Medic’Arte Desenvolvimento Humano e Arte, nome da minha empresa (real) de prestação de serviços médicos em Medicina Interna e Endocrinologia e Metabologia e consultoria pessoal e empresariam em Desenvolvimento Humano

Reinehr Design, empolgado pelos cursos de Corel e Flash que fiz no SENAC, pensava em “complementar a renda familiar” com serviços de design e webdesign

Girafas, um site que serviria para depositar as fotos da minha coleção de girafas

Editora SuperJazz7, nome preliminar de uma possível editora literária que pensava em vir a ter; é até hoje a “editora” virtual do Simplicíssimo desde os tempos que o mesmo era um fanzine impresso (na Era pré-e-zine).

Todos estes links provavelmente estarão quebrados no futuro, já que não atualizo nem tenho mais interesse naqueles domínios, entretanto todas aquelas publicações serão incorporadas à Seção Reciclar é Viver do Rafael Reinehr

A fase posterior foi a mais interessante: surgia o desejo de um domínio próprio, sem blogger ou blogspot como acompanhante do nome. Somente armazemdeideias.org. Nos EUA, a compra de .com e .org pode ser feita por qualquer pessoa, não necessitando ser empresa ou organização não governamental.

O desafio de construir um template em Mambo (Mambo é um CMS – Content Management System, que poderia ser melhor traduzido para o português como Plataforma ou Gerenciador de Conteúdo de um site, assim como o WordPress, por exemplo) foi interessante. Estava começando a aprender a manusear o php (linguagem dinâmica de programação para websites). Nesta fase, a ajuda do amigo Eduardo Sabbi foi fundamental. Depois houve a migração para o Joomla, uma dissidência do Mambo, mas não vou detalhar a história aqui.

Novamente, uma idéia veio à cabeça: o nome Armazém de Idéias Ideais era muito pomposo para um site pessoal. Alguns poderiam não entender a mensagem e taxá-lo como um site “arrogante”. Decidi deixar o domínio reservado para funcionar como uma espécie de diretório de links dos sites aos quais estou relacionado. Assim, hoje, se você acessar http://armazemdeideias.org vais encontrar links para o Simplicíssimo, para este site, para o site da Clínica MedSpa e para a Edittora e Livvraria Sillencio. Tenho pelo menos mais uma dúzia de sites e projetos que ainda não estão prontos, serão apresentados ao seu devido tempo.

Primeiro Reinehr
Primeiro Reinehr

Para que nome seguir? Voltar a utilizar o Escrever Por Escrever? Não, ele já tinha uma história própria. Plim: que tal usar meu nome? Isso aí! Saí em busca do reinehr.com – já estava sendo utilizado por um alemão, primo distante provavelmente. Reinehr.org? Beleza! Nome disponível! É nesse que eu vou! E assim surgiu, em primeiro de julho de 2006, há exatamente um ano, este site que agora você está visitando.

Segundo Reinehr
Segundo Reinehr

Depois de um período de subutilização das potencialidades do mesmo para expressão do meu conteúdo, comecei nas últimas semanas a produzir uma quantidade generosa de postagens e apresentar uma quantidade significativa de idéias a serem desenvolvidas nos próximos meses.

A quantidade e qualidade das idéias que tenho cresce proporcionalmente ao tempo distante do trabalho rotineiro e ao tempo livre para contemplar e concentrar. Como estou, finalmente, aproximando-me de um estado ideal – trabalhando o suficiente para manter um bom padrão de vida e ainda sendo possível ter os fins-de-semana plenamente livres, assim como – inicialmente – as terças e quintas pela manhã, muitas idéias serão ser postas em prática nos próximos meses. Quem viver verá. Projetos como o CELA (Centro de Estudos Libertários e Anarquistas), o Coletivo Rapadura de Fotografia, o Waking Life Núcleo de Cinema, o reinehr d’sein e o Sarau Eléqtrico serão gradativamente retomados, assim como novos projetos como o da Livvraria e Edittora Sillencio e do megaportal cultural O Pensador Selvagem serão aperfeiçoados e implementados.

Em breve estarei criando um fórum para discussão de um tema palpitante: o que assim denominei “voto contínuo” – uma possibilidade de efetivamente estarmos sendo representados pelos nossos candidatos eleitos. Uma transição fluida para um outro mundo – melhor – possível.

Para concluir este pequeno pedaço da minha história, preciso que leias Um Processo, texto inaugural do site Rafael Reinehr, que complementa a história aqui apresentada.

Sem mais a acrescentar, se conseguiste chegar aqui após ler mais de 1800 palavras, em pleno ano de 2007, no meio do turbilhão de angústias que nos assomam diuturnamente, és de duas uma: ou um ser iluminado ou um grande amigo (quem sabe os dois!). Agradeço pela atenção dispensada e fica o convite para que torne aqui muitas e muitas vezes para que possamos trocar idéias e experiências, que é o que mais gosto de fazer.

24 thoughts on “31 anos: algumas conquistas

  1. Saudações
    Grande Reinehr, saudações de longe de quem sempre esteve perto e acompanhou um pedacinho desta história toda. Aliás, me chamou a atenção o Centro de Estudos Libertários e Anarquistas. Nem sabia que tu gostava do Kropotkin. Manda mais detalhes sobre esta história aí. E manda notícias também, pra variar um pouquinho. Abraço forte.

  2. perplexoinside
    Rafael, acompanhei tuas 1800 palavras sem escala. Um vôo tranquilo, sem turbulências.
    És muito ativo, dinâmico como eu nunca fui, nem mesmo aos trinta e um. Falar nisso, já posso dar os parabéns?
    Quanto ao blog, manda ver. Está ótimo. E não deixa de prestigiar os amigos.
    Parodiando o pessoal do marketing: tua presença é muito importante para nós.
    Felicidades aos dois
    Grande abraço

  3. Ê, ô Ô, vida de gado…
    Mingo, estarei entrando em contato. Fiquei surpreso com sua visita.

    Cláudio, Valter, Rafael, Eduardo, Bianca, Mary Lucy, obrigado pela visita, pelos mimos e afofos. Vocês moram no meu coraçãozinho.

    Ana, melhor vida comum com a percepção da singularidade do que tentar ser diferente (consumindo) sendo manipulado como gado. Não achas?

    Obrigado a todos pela visita!

  4. Não sei se dou os primeiro os parabéns pela história da sua vida ou se pelo blog que ficou lindo e funcional demais.

    Não entendo da linguagem dos computadores mas pelo meu conhecimento de simples usuário, esse blog é o mais legal em termos de estrutura que já vi,

    Parabéns, muito bom poder te ler
    na chapa com mandioca. Que tal?

  5. Maristela & Tombesi says:

    Amigos…

    :cheer: “GRANDEZA DE UM HOMEN” Não consiste em sua fama,mas em sua personalidade,marcada por ações,de bondade e amor.Ocalor humano contagia sempre,provoca tranformações no coração do proximo.Sem duvida,o amor é o principal remédio para diminuir a dor, e esse recurso você sempre pode ter a desposição.”o amor e a paciencia” que teve comigo e meu marido.Dezejamos muito amor e felicidade nesse caminho que tu e a Carol estão, e conquistão muito…muito…muitas coisas juntos.
    Abraços de teus amigos.
    LINDAS AS FOTOS !!!!!!!LUA DE MEL CHIQUI EM!!!!!

  6. Maristela & Tombesi says:

    re: Amigos…
    [quote name=”Maristela & Tombesi”]
    :cheer: "GRANDEZA DE UM HOMEN" Não consiste em sua fama,mas em sua personalidade,marcada por ações,de bondade e amor.O calor humano contagia sempre,provoca tranformações no coração do próximo.Sem duvida,o amor é o principal remédio para diminuir a dor, e esse recurso você sempre pode ter a disposição."o amor e a paciência" que teve comigo e meu marido.Desejamos muito amor e felicidade nesse caminho que tu e a Carol estão, e conquistam muito…muito…muitas coisas juntos.
    Abraços de teus amigos.
    LINDAS AS FOTOS !!!!!!!LUA DE MEL CHIQUI EM!!!!![/quote]

  7. Obrigado Bruno. Se não podemos ser perfeitos desde o princípio (e não o poderemos nem ao final, é preciso reconhecer), há que se, pelo menos tentar melhorar sempre que possível. Muitas vezes, a idéia da mudança já encontra-se dentro de nós, mas o fogo que a transforma em ação é insuficiente. Me sinto assim todos os dias, pois há sempre algo a melhorar mas nem sempre há oxigênio suficiente para a combustão…

    Um abraço fraterno e até sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *