Category Archives for "Nonsense"

ago 20

Espirito de Marcelo Peralta

By Rafael Reinehr | Nonsense

Recebi ontem a seguinte mensagem via e-mail de contato do site reinehr.org. Confesso que estou tentando até agora entender o que significa, com que motivo foi enviado a mim e se o sujeito que se descreve na foto é real ou escapuliu de um livro de ficção:

"u sou o mardelo cruz santo filho de nicolau preto e zefinha de adustina sou que eu moro na rua sao francisco de assis s/n fatima bahia   eu faço jogo do bicho aqui em fatima sou conhecido  por peralta  eu ando pedindo oraçoes  para Deus  mi ajudar para eu tomar os guias de luz de maria gloria conhecido por maria bebao do sao paulo velho aqui em fatima de benedita de caxias  mais  eu ja consegui tomar  os guias de luz de muita gente atravez da oraçao es estou  lutando  para robar os guias de luz de maria bebao peço que vos mi ajude a orar a favor de mi marcelo conecido por peralta forrozeiro eu tambem estou a fim de fazer trabalhos de macuba para  robar  os guias de luz de inez do papao mulher do macubeiro euranides que mora na rua santa amelia  ela e aduviana e trabalha junto com maria bebao e elas tambem gosta de fazer o mau o povo com macuba  e eu tambem vou  tamar os guias de luz de joao batista de jesus o joao da mata de poço verde e ele e aduviao e gosta de fazer o mau o povo  peço oraçao  para fortalece as minhas corrente de fe e eu vence estas batalhas eu so moreno eu tenho uma mota preta  n0258  faço jogo do bicho sou marcelo o peralta"

A Morte é Azul
jul 13

A Morte é Azul

By Rafael Reinehr | Nonsense

Hoje vi a morte de frente, e ela é azul.

Costuma-se dizer no ocidente que, ao morrer, visualiza-se um túnel de luz branca, muito branca, ao final do qual encontraremos as pessoas queridas que nos deixaram antes e que esta seria a “entrada do céu”.

Para aqueles que não se “comportaram direito”, um futuro menos brando parece ser a tônica. Conforme o filme “Ghost – Além da Vida”, a morte do malvado é cercada de trevas e espíritos maléficos que envolvem o corpo do dito cujo e o levam para as profundezas do inferno.

Tudo isso é baboseira. A Morte mesmo, a verdadeira, é azul.

Pela manhã, depois de esperar mais de uma hora em uma fila de automóveis na parte sul da BR-101, gerada por um acidente envolvendo dois caminhões e uma Besta, finalmente começamos a andar.

A Morte é AzulDepois de alguns quilômetros, o fluxo do meu lado da pista estava normal, nenhum carro à frente. Próximo a uma curva para a esquerda, uma seqüência de carros vinha na direção oposta. No momento em que começo a fazer a curva, lá estava ela: azul, grande, violenta, em alta velocidade, tentando ultrapassar a seqüência de carros, na forma de um caminhão. Sem acostamento no trecho em eterna reforma da BR-101, consegui, num infinitesimal instante de tempo que não consigo quantificar, desviar alguns centímetros para a direita no mesmo momento em que a Morte, não se sabe por quais desígnios, desviou para a esquerda, deixando de me encontrar por frações de espaço-tempo.

Tem coisas na vida que são incríveis, não é mesmo? Aberto, fechado. Em cima, embaixo. Dentro, fora. Vivo, morto. Em um momento, flutuamos de um estado para outro e isso é a rotina de todas as cousas. O que estava aberto pode ser fechado e depois aberto novamente. Entretanto, o que vive e morre não revive novamente. É inexorável, dizem.

Por destino, por contingência, por estar atento ao trânsito ou por outro motivo indizível ainda estou aqui. Não antes de saber como é ter o coração na boca, mas estou aqui. E a Morte, que é definitivamente Azul, pela pressa com que ia, aquele a quem ela procurava já deve ter encontrado seu algoz.

 

jun 05

Quase nada

By Rafael Reinehr | Nonsense

O mês de julho sempre foi pra mim o "mês das revoluções". Talvez porque é neste mês, exatamente em seu primeiro dia, que simbolicamente envelheço um ano.

Há muitos anos, o dia primeiro de julho para mim significa uma oportunidade para reflexão, para reajuste de direções, planejamento e organização do que virá. Mais, muito mais ainda do que o primeiro de janeiro. É o meu primeiro de janeiro particular.

Algumas coisas na minha vida estão a me angustiar, como a carga de trabalho, o desejo de voltar às atividades artísticas de outrora, o cuidado para com minha saúde e a atenção necessária para com minha família e amigos.

Materialmente falando, falta pouco. Alguns ajustes aqui e ali para deixar nossa casa como queremos, talvez mais um carro daqui a alguns anos (eu e Carol temos somente um e por vezes nos apertamos em função disso – mas o momento é de economizar…) e, é claro, preparar uma boa poupança para a chegada do(s) filho(s) no ano que vem ou no outro.

Tenho deixado este espaço, meu arcabouço, meu "armazém de idéias ideais" bastante de lado, devido à dedicação ao trabalho principalmente, mas também ao site O Pensador Selvagem, em relação ao qual nutro um carinho e respeito imensos. O Simplicíssimo, do qual sou co-editor, anda muito bem graças ao trabalho do inestimável e valoroso Eduardo Sabbi, amigão para todas as horas.

Pretendo reformular um pouco o layout do site, deixando-o mais "clean". Veremos. A partir de julho, quero estar por aqui diariamente denovo. See ya. 

Ilha
mar 14

Eu vivo em uma ilha

By Rafael Reinehr | Nonsense

IlhaVocê já sentiu como se vivesse em uma ilha, mesmo cercado de pessoas e acontecimentos ao seu redor mas como se, mesmo assim, permanecesse isolado por um mar de ruído na sua comunicação com o mundo?

 

Por vezes, me sinto assim. Dialogar com pessoas burras sempre gera esta sensação. E pessoas burras na internet é o que mais há.

 

Participo de uma lista de discussão (na verdade mais escuto do que participo) chamada Blogosfera, onde se reúnem três ou quatro pessoas interessantes e uma multidão de semi-analfabetos, incapazes de compreender a diferença entre o zunido de uma cigarra e de uma abelha.

 

Desde já, quero colocar-me em minha devida posição: não estou fazendo uma análise “de cima” da situação. Tenho minhas limitações e as conheço razoavelmente. O que acontece é que, na referida lista – que na verdade é uma metáfora do mundo – um acúmulo grotesco de figuras arrogantes e com desejo de se passarem por pândegos dançam em círculos sobre seus umbigos e em torno de umbigos alheios sem, no entanto, produzir qualquer conteúdo original ou relevante.

 

Poderiam me dizer, então, “Qual é a tua mermão? Ficar malhando defunto e passando a mão por baixo da saia da viúva?”

 

Continue lendo

set 23

Bonecos de artistas famosos – acerte todos e ganhe um doce!

By Rafael Reinehr | Nonsense

Vale um doce se acertar todas as personalidades da música apresentadas a seguir. Tem que ser um verdadeiro fanático por música para saber todas as bandas e artistas desde a década de 60 até os dias atuais representadas pelos bonequinhos abaixo.

 
Quer ver mais? Clica em Leia mais. Não tem idéia de quem são? Deixe o mouse em cima. Ele te conta.
 
 
 

Continue lendo

auto-retrato
set 15

O que andam dizendo de mim por aí…

By Rafael Reinehr | Nonsense

    Pois é, vida de blogueiro famoso é bucha… Entrevistas pra cá, vernissages pra lá, lançamentos de livros, palestras, congressos e tudo o mais… Até que é bom estar no meio dos acontecimentos, mas ultimamente tem sido demais. Meu assessor de imprensa e minha agente fizeram uma pequena coletânea do que algumas pessoas andam falando de mim por aí. Veja só:

 

"Bonito, inteligente e modesto."
(The New York Times)

"Não há nada igual em todo o planeta. Nem mesmo aqui, na Argentina."
(Clarín)

"Sem dúvida, o maior pensador brasileiro de todos os tempos."
(Folha de São Paulo)

"Além de ser tudo, ainda é um pouco mais."
(Le Monde)

"Dentro em breve ele figurará nesta lista como o trilionário mais bem-sucedido do mundo."
(Forbes)

"O homem mais sexy do Brasil."
(Angelina Jolie)

"Rafael non ecziste."
(Padre Quevedo)

"Eu não me meteria com esse cara."
(Michael Moore)

 

auto-retrato
self-portrait

 

    Quer mais? Tem mais, mas como não gosto de auto-promoção (Rá rá rá!) vou deixar pra outra hora. Um ótimo dia pra você.

Abelhas
set 14

Explicando os últimos dias

By Rafael Reinehr | Nonsense

    Os últimos dias tem sido prolíficos. A produção e divulgação de idéias no Blogverso (e também a mobilização em busca de uma tão propalada "credibilidade") tem se multiplicado enormemente nos últimos dias. O mesmo acontece por aqui. O desenvolvimento do site/revista/comunidade/condomínio e blog O Pensador Selvagem segue de vento em popa e em breve, este trabalho que já vem sendo carinhosamente preparado, pela mão da vovó e em forno a lenha, passará a ser de conhecimento público.Abelhas

    Como recentemente comentei no blog da digníssima Ladybug: "Apesar de que (ainda) a "grande mídia" teima em ignorar sistematicamente o que vem fervilhando por aqui, não creio que consigam resistir por muito mais tempo. Os próximos anos – e o trabalho conjunto dos blogueiros que estão buscando, de uma forma ou de outra, fazer a diferença – irão mostrar a "força dos que vêm de baixo"."

 

    É aposta certa que as iniciativas cooperativadas que estão pipocando na Internet serão responsáveis pelo turning point  tão necessário à vitalidade do Blogverso. Se você ainda não recebeu um convite para entrar nessa, abra o olho e fique por perto de quem está sendo responsável por esta revolução. Haverá espaço para todos realmente determinados em produzir qualidade para o mundo.

    Enquanto isso, vou respeitando meus confrades e seguro a ansiedade para divulgar nosso saborosíssimo bolo.  Prato e talheres a postos. Está saindo do forno…

(Para quem não entendeu as metáforas utilizadas neste texto, por falor leia este texto que explica como preparar um bolo em forno a lenha.) 

ago 01

Qual é o melhor programa cultural para o Domingo?

By Rafael Reinehr | Nonsense

Resultado da pesquisa da semana passada:

Ler, escutar música e assistir filmes
46.7%    
 
Passear com o ser amado e o cachorro no parque
20%    
 
Dormir, dormir, comer e dormir
16.7%    
 
Fuçar na internet da hora em que acordar até a hora de dormir
10%    
 
Assistir o Circo do Faustão e torcer para seu artista preferido
6.7%

jul 28

Qual o meio de transporte mais seguro?

By Rafael Reinehr | Nonsense

    Eis o resultado da enquete feita durante a semana:

Jegue           28%     
Bicicleta      24%     
Qualquer avião, menos o da TAM           16%     
Sair de casa? Eu?      16%     
Avião da TAM           8%     
Ônibus           8%     
Carro           0% 

    Obrigado aos votantes que demonstraram estar antenados às modernas tecnologias de transporte. Nesta semana tem nova enquete. Participe.