Minhas três mamães

Hoje é, novamente mais uma vez denovo, Dia das Mães. Todo ano tem. Todo ano podemos comemorar essa data que, de fato, pode ser celebrada todos os dias, a cada encontro com aquela a quem chamamos de “Mãe”.

Posso dizer que fui abençoado triplamente pois, ao invés de uma, tenho três mães.

A primeira, minha mãe biológica, a mãe que me pôs no mundo, me amamentou, cuidou de mim nos primeiros anos, precisou se afastar um pouco em função do trabalho mas depois retomou seus cuidados, com muito amor, carinho e zelo durante a adolescência, início da vida adulta e até agora.

A segunda, a mãe dela, minha avó, que foi o pulso firme da minha infância e também o carinho constante, aquela quem fazia as comidas mais gostosas e, quando a teimosia vinha e eu saia da mesa sem comer nada, me preparava uma torrada alguns minutos depois, para que eu não ficasse sem comer nada.

A terceira, minha tia, irmã da minha mãe, que foi quem me ensinou a ler com três aninhos e meio, sempre me estimulou e esteve presente, dando carinho e apoio incondicional, inclusive financeiro, para auxiliar em meus estudos e caminhada, até há pouco tempo atrás.

É claro que as poucas linhas acima não conseguem nem de perto resumir o carinho, boas recordações e bons desejos que tenho para com minhas três mães, mas servem para lembrar, neste dia simbólico, o quanto as estimo.

Minhas três mães, um Feliz Dia das Mães para vocês!

tres-maes

Free Hugs Campaign

Tem pessoas que mal conhecemos para parece que as conhecemos desde sempre, não tem? Recentemente, comecei a trocar um e outro e-mail com uma pessoa assim. Elogios rasgados deixariam Alexandr Oparin e com vergonha, de tão espontaneamente que surgiram de ambos lados. Algumas palavras jogadas no oráculo e alguns cliques depois já não éramos mais estranhos. Na verdade, nunca fôramos, apenas nos desencontráramos por um instante de tempo. Recebi desta pessoa hoje um vídeo que fala sobre as mudanças que somente os loucos e os gênios, que na verdade muito bem podem ser os mesmos, conseguem imprimir no mundo. Enquanto a perplexidade toma conta dos que observam, aqueles só podem dizer:
– Eu não diise?

Ia enviar o vídeo a seguir  por e-mail para minha amiga, mas resolvi postar aqui, juntamente com o texto acima para exprimir a alegria de reencontrar viva a esperança humanista na mudança. As quantro primeiras vezes que vi este vídeo, chorei compulsivamente. Compulsivamente. Na quinta, só chorei mas, até hoje, quando vi pela enésima vez, não consegui deixar de me emocionar.

Não sei se ele passa para mim a mesma mensagem que para você mas, em uma só expressão, para mim ele reafirma a aposta na raça humana e na capacidade que nós temos de, com atos nem tão complexos, mudar para melhor o ambiente à nossa volta. Assista com o coração.

Como é bom fazer amigos

    Sei que corro o risco de parecer piegas e transformar este blog em um tonel de melado açucarado, mas vou arriscar: como é bom fazer amigos. É ótimo conhecer pessoas inteligentes, interessantes, criativas, originais, que tenham algo a dizer e perspectivas de melhorar o mundo à sua volta. Quando conheço pessoas assim, fico extasiado e admirado. E agradecido.

 

# # #

 

    O terceiro A Voz da Blogosfera que iria ser realizado hoje será adiado para data a definir, provavelmente na próxima semana, pois o advogado especialista em plágio e direitos autorais na internet encontra-se indisponível no dia de hoje. Quem já quiser ir se preparando, pode adicionar o endereço avozdablogosfera@hotmail.com ao seu MSN, e assim você será facilmente avisado da data e horário do encontro e desta discussão online e das vindouras. 

Giorgia e seu Coisas Bobas

    A Giorgia nem conheço pessoalmente, mas é pessoa que transborda "Coisas Boas". De Coisas Bobas, só aquele blog supimpa que ela tem . Mas não vou falar disso agora, porque tenho um post especial reservado para ela. Estou aqui só pra agradecer a referência que ela fez a este site solicitando ajuda aos seus leitores para que me auxiliem na tarefa de melhorar esta casa. 

    Bom mesmo é que a turma que visita a Giorgia é uma turma tri do bem, que em poucas horas já colocou uns bons votos ali nas Enquetes que estou fazendo. Obrigadão Giorgia! Valeu a força. Se você chegou agora, não deixe de votar também! 

 

Eduardo na Vitalis

Eduardo Sabbi – mais do que amigo

   Eduardo na Vitalis
Eduardo Sabbi com a amiga Vanessa na Festa de Natal da Vitalis em 2006

    Feche os olhos.  Agora, faça comigo um exercício de imaginação: imagine um de seus melhores amigos sendo atropelado violentamente por um ônibus em alta velocidade e sendo jogado em cima de um poste. Imagine seu amigo, corpo inerte, jogado no solo, todo ensangüentado. Imagine ele recebendo os primeiros socorros por um radialista e um estagiário da área de saúde que por coincidência estava por lá. Imagine o SAMU sendo chamado – para o médico, técnico de enfermagem e motorista é somente mais um trabalho no dia cheio. Imagine a dificuldade em encontrar um familiar em um celular estraçalhado. Uma carteira de identidade revela o sobrenome da vítima: o sobrenome de seu amigo. O radialista procura na lista telefônica enquanto a ambulância remove o seu amigo, gravemente ferido, totalmente inconsciente. Um familiar de seu amigo recebe um telefonema, informando que seu amigo foi atropelado e está sendo levado ao Hospital de Pronto Socorro. O familiar do seu amigo é um tio, e prontamente telefona para o primo do seu amigo ir correndo para o hospital, enquanto ele faz o mesmo e deixa a esposa encarregada de contatar o pai do seu amigo, que mora em outra cidade, distante dali 130 quilômetros…

Continue reading