Category Archives for "Senescência"

out 02

Proibida a Modulação Hormonal Com Fins de Prevenir o Processo de Envelhecimento

By Rafael Reinehr | Medicina e Saúde , Senescência

A Segunda Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5 negou, por unanimidade, a apelação contra a Resolução Nº1999/2012, do Conselho Federal de Medicina (CFM).
A publicação do CFM tem por objetivo combater a prática de reposição hormonal sem comprovação científica, objetivando retardar, modular ou prevenir o processo de envelhecimento.
Esta Resolução foi questionada judicialmente por uma Associação, que impetrou ação civil coletiva (no Juízo da 1ª Vara Federal da Seção Judiciária do Ceará – SJCE), com o intuito de que o CFM fosse determinado a se abster de aplicar a Resolução aos médicos filiados à associação, tanto no presente quanto no futuro.
A ação foi negada na primeira instância, motivando recurso à segunda instância, mas, no dia 28/08/18, também foi negada por unanimidade. Desta forma ficou reconhecido o direito de o CFM regular e impedir a prática, que vinha sendo intitulada por alguns de “modulação hormonal”, e que a SBEM sempre combateu e reprovou por falta de evidências científicas.
Posição do CFM e do Relator
De acordo com o relator da apelação, desembargador federal convocado Frederico Wildson, não tem sentido afirmar que as práticas estão em conformidade com a referida resolução do CFM, tendo em vista que a aplicação da norma não se faz em tese e, sim, diante de cada caso concreto.
De acordo com colocações publicadas no site do Conselho, “verifica-se que, segundo o Conselho Federal de Medicina a falta de evidências científicas de benefícios e os riscos e malefícios que trazem à saúde não permitem o uso de terapias hormonais, com o objetivo de retardar, modular ou prevenir o processo de envelhecimento”. Ainda no site, o magistrado explica que o CFM entendeu que a chamada “terapia antienvelhecimento” oferece risco à saúde da população, motivo pelo qual editou o ato normativo impugnado.
A Resolução
No site do CFM está detalhada a Resolução 1999/2012. Vejam alguns pontos de destaque, entre os pontos:

  • Médicos que prescreverem métodos para deter o envelhecimento podem ser punidos com até com a perda do registro profissional.
  • Médicos brasileiros que prescreverem terapias com objetivo específico de conter os envelhecimento, práticas conhecidas como antiaging, estarão sujeitos às penalidades precisas em processos éticos.

– A íntegra pode ser acessada neste link

Ficam vedados o uso e divulgação dos seguintes procedimentos e respectivas indicações da chamada medicina antienvelhecimento:
I. Utilização do ácido etilenodiaminatetraacetico (EDTA), procaína, vitaminas e antioxidantes referidos como terapia antienvelhecimento, anticâncer, antiarteriosclerose ou voltadas para o tratamento de doenças crônico- degenerativas;
II. Quaisquer terapias antienvelhecimento, anticâncer, antiarteriosclerose ou voltadas para doenças crônico-degenerativas, exceto nas situações de deficiências diagnosticadas cuja reposição mostra evidências de benefícios cientificamente comprovados;
III. Utilização de hormônios, em qualquer formulação, inclusive o hormônio de crescimento, exceto nas situações de deficiências diagnosticadas cuja reposição mostra vidências de benefícios cientificamente comprovados;
De acordo com a Resolução CFM 1999/2012, a reposição de deficiências de hormônios e de outros elementos essenciais se fará somente em caso de deficiência específica comprovada e que tenham benefícios cientificamente comprovados:
IV. Tratamentos baseados na reposição, suplementação ou modulação hormonal com os objetivos de prevenir, retardar, modular e/ou reverter o processo de envelhecimento, prevenir a perda funcional da velhice, prevenir doenças crônicas e promover o envelhecimento saudável;
V. A prescrição de hormônios conhecidos como “bioidênticos” para o tratamento antienvelhecimento, com vistas a prevenir, retardar e/ou modular processo de envelhecimento, prevenir a perda funcional da velhice, prevenir doenças crônicas e promover o envelhecimento saudável;
VI. Os testes de saliva para dehidroepiandrosterona (DHEA), estrogênio, melatonina, progesterona, testosterona ou cortisol utilizados com a finalidade de triagem, diagnóstico ou acompanhamento da menopausa ou a doenças relacionadas ao envelhecimento, por não apresentar evidências científicas para a utilização na prática clínica diária.
Fonte: https://www.endocrino.org.br/terapias-hormonais-trf5-reconhece-resolucao-do-cfm/

Chocolate
jul 30

Comer Menos Reduz Envelhecimento

By Rafael Reinehr | Senescência

ChocolateEm 1999, a revista Science publicou um artigo demonstrando que o perfil de expressão gênica do envelhecimento é retardado pela restrição calórica. O estudo, realizado em ratos, mas extrapolado para todos mamíferos, sugere que pessoas que comem menos – do ponto de vista energético ou calórico – produziriam um padrão de expressão gênica com menores marcadores de estresse celular, além de promoverem uma mudança metabólica em direção a uma maior troca proteica e um dano molecular reduzido.

Tradução para o português: quem come menos, vive mais. Quer envelhecer mais devagar? Fecha a boca mané!

E agora, meus 3 leitores, o que é envelhecer com saúde? É restringir os prazeres da vida para prolongar nosso tempo acima da superfície do planeta Terra ou é entregar-se hedonicamente as prazeres gustativos e gastronômicos e assim encurtar nossa permanência jovem e saudável nesta existência?

Pessoalmente, continuo crendo que a melhor resposta já foi dada, há milhares de anos em um continente que hoje chamamos de Ásia e ela chama-se Caminho do Meio, o equilíbrio entre o usufruto e a contenção. Sem dúvida, harmonizar as escolhas que levam ao prazer acima de tudo de um lado e o cinto apertado ao extremo de outro lado é que pode fazer da vida uma experiência compensadora. É a velha dúvida entre viver 10 anos a 1000 ou 1000 anos a 10. A escolha é sua.

 

Senescência
jul 13

Endocrinologia da Senescência

By Rafael Reinehr | Senescência

SenescênciaComo endocrinologista, sempre estudei tudo o que dizia respeito aos nossos hormônios e ao nosso metabolismo, além de recentemente e cada vez mais ter me dedicado também ao estudo da nutrição humana e melhores formas de manter nosso corpo forte e saudável por mais tempo.

Dentro deste pano de fundo, a Endocrinologia da Senescência começou a se tornar cada vez mais interessante para mim. Saber quais mecanismos levam a um maior envelhecimento em algumas pessoas e aprender a como retardar estes processos está se tornando parte mais e mais importante dos meus estudos.

Chegou a hora de armazenar e organizar este conhecimento, talvez na forma de um arquivo virtual e, porque não ao cabo de um par de anos, em um livro. O desejo já está posto, o conhecimento de base já tenho, vou atrás agora do que de mais novo se produziu no conhecimento científico nesta área tão interessante.

Quem já vibrou comigo com esta decisão foi meu amigo Eduardo Sabbi, médico psiquiatra e dono do Centro Geriátrico Vitalis, uma das melhores (senão a melhor) Clínica Geriátrica de Porto Alegre.

Acompanhe a saga do conhecimento da Endocrinologia da Senescência nesta subseção do site. Todo novo artigo publicado sobre o tema será publicado na aba Senescência do site. Dúvidas e questões pertinentes poderão ser enviadas através do Formulário de Contato e poderão virar um artigo que tentará esclarecer a seção.