Velha Roupa Colorida – Belchior/Elis Regina (Precisamos todos rejuvenescer)

Pra você, aí sentando no sofá, na poltrona, na cadeira ou, no assento do ônibus ou no banco de trás da limusine:

“Você não sente nem vê
Mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo
Que uma nova mudança em breve vai acontecer
E o que há algum tempo era novo, jovem
Hoje é antigo, e precisamos todos rejuvenescer”

Armstrong pisava a lua, quando eu apareci…

Em homenagem ao Ano Internacional da Antronomia, o blog até mudou de aparência (e pensar que, daqui a alguns meses, quando ele mudar novamente, quem estiver lendo este texto não vai entender bulhufas…)

Ao invés de fazer uma homenagem ou uma crítica, ou o que quer que seja a esta conquista da humanidade, vou mesmo é aproveitar o dia para me lembrar de uma música que marcou minha adolescência e que, graças ao You Tube (que não existia em 1969), hoje posso relembrar. Liga a vitrola lá, Marquinhos Diet!

E pra quem não entendeu nada, segue a letra da música “Efeito Pretérito“, de Marquinhos Diet:

Armstrong pisava a lua, quando eu apareci
Andei de rolimã na rua, bala soft engoli
Mastiguei a chita e a rin tin tin , do “cachorrin”
Usei conga “azulzin” eu passei anel, brinquei de mês
Vai dizer você não fez…

Vai me dizer… Que não, que não, que não…

Balança caixão, balança você,
da um tapa na bunda e vai se esconder
Assisti os Waltons na TV, bonanza, batefino e karatê
Caco o sapo, satiricom, kojak, zorro, durango kid, o balão
E o sinatrão…
( let me try again )
E as patatinhas e o naim, e o Leal
( bate o pé , bate o pé…)

Usei sabona e meu braço também ficou verde
Como David bener, furioso
Tentei entortar colher vendo Uri Gueler
Beber crush era gostoso

Vai me dizer… Que não, que não, que não…

Canetinha silvapen de doze e de seis
Meu herói era ultraman, ladrão japonês
Colecionei figurinha de futebol Cards
Chorei por andré e karina em pai herói
Não perdia o sitio do pica pau… amarelo
Curtia lamber o pozinho do dipilic
Usei cacharrel azul marinho e comprei fofoleti
Eu “arriei” a bandeira do brasil na escola
Crismei, batizei tanto tênis e adorava a gretchen
( conga la conga…)
A vendedora de yakult vinha a domicilio
A mãe passava neocid no piolho do filho

Vai me dizer… Que não, que não, que não…

Oi ouvinte, bom dia minha amiga,
e agora as mais mais da semana
( musicas )

– corneto
– pernambucanas
– bala kids
– sete léguas
– biscoito
– duchas corona

Dancing With Myself – Billy Idol – Vídeo e Cifras

Ainda considero esta música a melhor música de todos os tempos para dançar. É música para se dançar sozinho, acompanhado, ao chegar no pico de uma montanha, em uma cadeira de rodas ou em fase terminal de esclerose lateral amiotrófica. Atemporal. Billy Idol fundamental. Dancing with myself.

 

 

Continue reading

Talking Heads – Psycho Killer – Video e Cifras

Uma das músicas mais inspiradas de meados dos anos setenta, 1975, para ser mais exato, foi tocada por um grupelho de jovens esquisitos que barulhavam em belíssimos amplificadores Fender e, saídos de uma garagem interdimensional, tiravam diretamente da garganta os gritos que dariam forma ao refrão de Psycho Killer. Estes fabulosos jovens, mais conhecidos como Talking Heads, os "Cabeças Falantes", marcaram uma época na minha e, tenho certeza, na vida de muitas pessoas.

O vídeo abaixo é um clássico, em sua versão original: baixaria rolando solta e o som cristalino dos Fender tronitroando solenes.

 

 

(veja outras versões do clipe…)

Continue reading

Retrovisor Musical – Stuck On You – Lionel Richie – Video e Cifras

Se me pedissem para classificar este website, teria uma resposta na ponta da língua: ele é uma cápsula do tempo. A minha cápsula do tempo.

Aqui, tenho a liberdade de falar sobre o que quero, da forma que desejo, para os olhos e ouvidos do tempo. Ainda tenho muitos projetos a implementar aqui no reinehr.org – entre eles a digitalização de todos meus cadernos escolares – para tornar esta cápsula ainda mais próxima ao que desejo.

Desde os 13 anos, passei a escutar cada vez mais música, tendo começado, alguns anos antes, com os gaúchos do Engenheiros do Hawaii, passando por Ratos de Porão, Mutantes e Graforréia Xilarmônica, só para citar alguns. Tive várias bandas, gravei CD com a The Brains, fiz show com a Webstereo, toquei com a Ranulfos…

Nestes anos todos, mesmo quando não pude me dedicar a uma audição “tranqüila” de minhas bandas e artistas preferidos, nunca deixei que uma “essência musical” deixasse de estar presente em minha vida.

Ontem, visitando o blog do amigo Nei Freitas, o Espaço Retrô Videolog, fiquei com uma vontade imensa de criar meu arquivo pessoal de vídeos musicais prediletos. E cá estou eu: criei esta seção no site, que resolvi chamar de Retrovisor musical, para disponibilizar para você, leitor, para mim mesmo no futuro e para meus filhos (talvez se interessem pelo que o pai ouvia), uma amostra do que marcou e ainda marca a minha essência musical.

A estréia não podia ser diferente, com uma música que me toca sempre que ouço. Ela é, sem dúvida, uma de minhas canções preferidas: Stuck on you, com Lionel Richie.

Disponibilizo três arquivos, o primeiro com a música em sua versão clássica, de estúdio (somente áudio), a segunda em uma versão ao vivo em Paris e a terceira, apenas por curiosidade, uma versão gravada por um tal de Orlando em um videokê, com um clipe “tudo a ver”, hehehe. Boa audição!

 

Áudio da gravação de estúdio (versão clássica, minha preferida)

Continue reading