I.O.U.S.A. – One Nation. Under Stress. In Debt

By Rafael Reinehr | Vem por aí

Ago 12
I.O.U.S.A.

I.O.U.S.A.Dirigido por Patrick Creadon, I.O.U.S.A. é um documentário que analisa a rapidamente crescente dívida interna dos Estados Unidos bem como suas conseqüências para o país e seus cidadãos. Atordoados por uma sempre crescente expansão militar e governamental, pelo aumento da competição econômica internacional, subsídios que já não são capazes de ser mantidos, a "America" caminha para uma catástrofe de proporções épicas.

Através da história, o governo americano achou ser impossível gastar o que havia sido construído apenas com a criação de taxas e impostos. Misturando entrevistas com cidadãos comuns – os pagadores destas taxas – e indivíduos do governo, Patrick Creadon ajuda a desmistificar e apresentar o painel econômico atual de seu país, lançando seu filme em um momento em que a dívida deverá estar chegando em 9,5 trilhões de dólares, neste mês de agosto.

O filme estréia nos cinemas dos Estados Unidos em 21 de agosto e, diferentemente so que poderia se pensar, ele não se restringe apenas à apresentação de dados apocalípticos: ele apresenta soluções de como recriar uma nação fiscalmente equilibrada para apresentar às futuras gerações.

O diretor faz entrevistas cândidas com indivíduos tão distintos como Warren Buffett, Alan Greenspan, Paul O’Neill, Robert Rubin, Paul Volcker, assim como com David Walker, proprietário da Peter G. Peterson Foundation’s e Bob Bixby da Concord Coalition.

Para ver o trailer, clique na imagem que acompanha este artigo. Para conhecer o site oficial do filme, clique em I.O.U.S.A. – The Movie

Banner da Zen Nature produtos orgânicos, sustentáveis e oriundos do comércio justo

banner do Medictando - O Bem-estar ao seu alcance

Gostou deste post? Se ele lhe ajudou, que tal doar 1 real para que continuemos produzindo conteúdo assim?
Doação Única de Qualquer Valor via PagSeguro: https://pag.ae/blhvRmR
Regras para comentários: Tudo OK criticar, mas se você trolar, seu conteúdo será deletado. Divirta-se e obrigado por somar à conversação.

(3) comments

Add Your Reply