Fazendo iogurte caseiro em casa

Ontem/hoje fiz meu primeiro iogurte caseiro com sucesso!

Flavorizei com leite de côco e côco ralado, e ficou muito bom!

A receita? Não tem nenhum mistério: 1 litro de leite esquentado por 2 minutos mo microondas. A este leite, misturar um pote de iogurte natural cremoso em temperatura ambiente. Colocar em um pote vedado e, no meu caso, coloquei dentro de um isopor. A Sung, uma amiga, falou que alternativamente dá pra enrolar em uma toalha de mesa, que dá o mesmo efeito.

Depois de 10 horas, ainda não tinha ficado com a consistência de iogurte. O que fiz foi aquecer por mais um minuto e meio e voltei a colocar no isopor. Hoje pela manhã estava pronto.

PS: lembre-se de guardar um pouco do iogurte que você fez para "ativar" o próximo litro de leite!

Está começando o Ano do Dragão

Está começando hoje o Ano do Dragão no calendário chinês. O Dragão é o meu aninal na astrologia chinesa. Não sou supersticioso, nem baseio minhas decisões em desígnios astrológicos mas o fato é que, por coincidência, sinto que este ano me reserva muita boa aventurança! Começou espetacular e estou me dedicando para que continue cada vez melhor.

Dragão

 

16 Fev. 1904 a 03 Fev. 1905
03 Fev. 1916 a 22 Jan. 1917
23 Jan. 1928 a 09 Fev. 1929
08 Fev. 1940 a 26 Jan. 1941
27 Jan. 1952 a 13 Fev. 1953
13 Fev. 1964 a 01 Fev. 1965
31 Jan. 1976 a 17 Fev. 1977
17 Fev. 1988 a 05 Fev. 1989


Os de Dragão são autênticas «bolas de fogo»! São pessoas cheias de vitalidade e amor pela vida. Sempre em correrias, arrastam a sua fiel legião de admiradores atrás de si. Os Dragões são egoístas, excêntricos, exigentes mas têm por vezes traços de generosidade.

Retomada do ritmo, ótimo dia, e uma decisão rumo à sustentabilidade

Hoje retomei as atividades no consultório. Um dia ótimo, foi muito bom e prazeroso voltar a atender no meu consultório. Já estava com saudades!

Acho que as decisões que estou tomando em outras áreas da vida estão afetando positivamente meu cuidado com os pacientes. Sempre fui atento aos meus pacientes, mas acho que estou ainda mais calmo e tranqüilo, pois parece que estou conseguindo – apesar de estar fazendo um milhão de coisas ao mesmo tempo – parece que estou em “ritmo reduzido”, uma sensação bem boa. Parece que estou “hiperatento” a tudo que está acontecendo ao meu redor!

Durante a tarde, veio uma sensação incontrolável me dizendo para voltar a reduzir o consumo de carne. Para quem não sabe, fui vegetariano durante pouco mais de 11 meses, até dezembro de 2009. Acabamos capitulando, em um momento de fraqueza, minha esposa e eu, mas a ideia de voltar ao baixo ou nenhum consumo de carne continuava pinicando.

Saí do consultório e fui direto para o mercado, e comprei um monde de legumes, já com alguns pratos na cabeça – refogado de legumes à indiana, guisado de proteína de soja picante com vagem, risoto de funghi, penne ao molho de funghi, omeletes e lasanhas de legumes, pizzas vegetarianas, feijoadas vegetarianas, hambúrgueres de proteína de soja, lentilha e cenoura… Nhamy, nhamy!

Cheguei em casa, comuniquei à minha esposa que, depois do susto inicial, aceitou superbem e, como sempre, se colocou como parceiraça na minha decisão.

Começamos na mesma hora: ela fez um delicioso risoto de funghi com salsinhas frescas do nosso quintal, uma verdadeira delícia!

Agora estou transferindo os dados deste computador para um HD externo, pois em breve começo a usar meu novo Mac e este ficará de herança para a Carol.

No resumo, mais um dia bom e significativo! E segue o baile!

Nem todo dia é uma aventura…

Hoje comecei o dia machucando minha mão tentando carregar uns galhos no terreno ao lado de casa. À tarde trabalhei, feliz por estar voltando ao trabalho, do qual posso dizer que gosto muito. Ainda é apaixonante trabalhar como médico, e o dia em que deixar de me sentir bem com isso, paro de atender…

Hoje também tive oportunidade de conhecer a mesquinharia e o egoísmo de uma pessoa, em cargo de “poder”, mas prefiro não citar nomes nem locais. Apenas para meu registro pessoal, pois não vou esquecer da situação…

Cheguei em casa ainda com sol, comi uma banana e uma maçã e… …acho que estou esquecendo alguma coisa…

Ah, sim! Hoje chegou meu “presente de natal”. Dei-me de presente um novo notebook, um MacBook Pro 2,5Ghz quadcore, 750GbHD 7200rpm com 8Gb RAM tela de 15″ antibrilho e coisa mais linda do mundo. Já sou feliz com meu MacBook 2,1Ghz dual core 2Gb RAM 13″, mas ele começou a ficar lento demais para os vários processos e programas que uso ao mesmo tempo, compromentendo pra caramba minha performance e tomando um tempo que não posso perder com todos os projetos que tenho. Ao mesmo tempo, o netbook da Carol pifou, então ela vai herdar o meu velhinho amado, no qual estou teclando agora, quase como despedida.

À noite jantamos pastelão, a Dorilda voltou das férias e picou o chester que sobrou do ano novo, Carol preparou o molho e eu peguei a salsinha e montei o pastelão. Ficou delicioso com o trabalho em equipe!

Cheirei um pouquinho o Benjamin e o Conrado e agora estou cansado, com a cabeça pouco produtiva. Acho que é um pouco de hipohidratação, neste dia quente. Vou lá tomar algo e depois trabalhar mais um pouquinho online…

CEHLA, AntiEditora, Tao, Compostagem, Família…

A ideia dessas postagens diárias é ser telegráfico, breve, justamente para poder atualizar (quase) todos os dias…

Pois bem, hoje foi meu último dia inteiro de férias. Amanhã à tarde começo a trabalhar novamente. Aproveitei para tirar fotos de alguns livros que estarão disponíveis no CEHLA (144 fotos), comecei a arrumar o site da AntiEditora, localizei os e-mails dos tradutores para entrar em contato em breve, organizei meu gerenciador de projetos, brinquei com o Benjamin, mimei o Conrado um ‘cadinho, coloquei o lixo orgânico na composteira, li atentamente os comentários deixados no texto “Eu tive um sonho…” no grupo Lux > Tao e brinquei um pouquinho com a Bhali e o Sancho.

Agora estou arrumando um jeito de conseguir fazer uma “edição de imagens” em massa, pois não tenho saco de ficar editando o tamanho das centenas de imagens que faço uma a uma. Quando conseguir fazer isso, talvez comecem a aparecer mais fotos por aqui, ilustrando estas postagens…

Começando 2012…

O ano começou bem gostoso: dia nublado, chuvoso (adoro barulho de chuva do lado de fora da casa… Agora, por exemplo, está caindo uma chuvinha gostosa ali fora…)… Passei o dia me dividindo entre minha família e o computador.

Mesmo enquanto estava no computador, trabalhando na criação do site do CEHLA (Coletivo de Estudos Humanistas, Libertários e Anarquistas), fiquei na sala, assim pude acompanhar a movimentação da minha esposa, do Conrado e do Benjamin aqui em casa! E o Benjamin está uma figurinha! Falando tudo, correndo por tudo! É um menino muito muito inteligente! Já faz associações, com apenas 1 ano e 7 meses!

Hoje também tirei algumas fotos do Conrado e do Ben, filmei os dois um bocadinho e comi bastante (sobras da ceia de ano novo). Foi um dia simples mas tranqüilo e delicioso!

Também escrevi, há pouco, no Facebook:

“Esse ano vou registrar melhor minhas “façanhas”, dos pequenos atos significativos até aqueles bem grandões, se houverem…

Depois do nascimento do Benjamin e do Conrado, vamos ver o que mais vou “criar” de bom deixar na História…”

Vamos ver se cumpro a promessa que fiz à mim mesmo de registrar o que for fazendo à medida em que as coisas forem acontecendo para que, ao final do ano, possa fazer uma retrospectiva das conquistas e das perdas e assim fazer uma avaliação e “correção do rumo” (mesmo antes do fim-do-ano, se necessário for).

Publicar este “Cotidianices” diariamente já é um passo nesta direção…

Um pouco mais de organização – GTD e produtividade

A avaliação de 2011 trouxe uma percepção muito clara: apesar de eu ter realizado muitas coisas neste ano, a falta de organização, de feedback e de avaliação continuada fez com que boa parte dos projetos que propus e nos quais me envolvi como líder ou principal ativador acabaram não acontecendo.

Incapacidade em delegar adequadamente, em dar seguimento e cobrar dos colaboradores e, é claro, uma quantidade muito grande de projetos simultâneos fizeram com que muitos deles não fossem finalizados neste ano.

Para 2012, desenvolvi um sistema para otimizar o desenvolvimento, acompanhamento e finalização dos projetos aos quais vou me propor. Ele vai funcionar da seguinte forma:

Usarei um gerenciador de projetos online chamado Asana, que me foi indicado pelo amigo Paulo Colacino. É gratuito e permite gerenciar vários projetos simultaneamente, e delegar tarefas através de convites por e-mail para outras pessoas.

O Asana funcionará como porta de entrada para o registro de “Itens de Ação”, ou seja, passos práticos que precisam ser realizados todos os dias. Ali também poderei colocar links para Referências importantes que ajudarão a realizar os passos e, finalmente, colocarei os “Tópicos com potencial”, ou seja, ideias que poderão futuramente ser aproveitadas e realizadas.

O importante é que, mesmo que eu esteja longe do computador, terei um espaço onde centralizar e registrar apontamentos e ideias do dia-a-dia, que poderei anotar em papeizinhos e depois transferir para o Asana.

Para complementar o Asana, estarei usando o Evernote, que me permite uma elaboração melhor dos projetos. Permite adição de imagens e referências da Web, bem como oferece um adequado editor de textos. Inicialmente, estarei usando a versão gratuita, que também posso usar no meu Samsung Galaxy Tab, tento acesso virtualmente total aos apontamentos.

O Evernote irá permitir que eu elabore os “Itens de Ação” e “Tópicos” registrados no Asana.

Para finalizar, estarei usando alguns dos blocos em papel desenvolvidos pelo Action Method, da Behance. Entretanto, estou fazendo minhas versões open source, para impressão em minha própria casa. Estes bloquinhos ajudarão quando precisar anotar notas “em viagem”.

Talvez oportunamente eu divulgue os arquivos em .pdf que estou desenvolvendo para meu uso pessoal, baseados nos blocos do Action Method.

Pois bem, é isso. Acredito que este fluxo de organização e trabalho me ajudará a “Getting Things Done”, ou seja, a “Ter as Coisas Feitas” de forma a terminar o ano satisfeito com minha própria performance. Afinal, sou um sonhador, um idealista, mas gosto de ver meus sonhos serem compartilhados e postos em prática, vividos coletivamente.

Empresa da roça, ou pequena agroindústria

Pensando em fomentar o locavorismo, estou com uma ideia de começar a produzir boa variedade de hortifruti lá no sítio, para fornecer para restaurantes, escolas e creches da cidade (que fica a 18km do sítio).

Palo conceito estrito de “locavorismo”, entende-se o consumo de produtos produzidos em um raio de até 100 milhas (169km) do local de produção…

Vamos lá… Tudo começa com o estudo da certificação de orgânicos: http://www.ibd.com.br/Info_Default.aspx?codigo=dirleg