Deixando de utilizar o e-mail (ou livrando-se das correntes, parte I)

Posted By Rafael Reinehr on ago 16, 2009 | 4 comments


Comecei hoje um processo de redução gradual do uso do e-mail, que deverá culminar, em algumas semanas, com a cessação quase completa da utilização dessa ferramenta ora revolucionária e agora arcaica de comunicação entre indivíduos.

Em cada e-mail que hoje utilizo, uma auto-resposta irá instruir meu amigo, conhecido ou pessoa interessada em me alcançar como fazê-lo. Não terei mais preocupações com spams e outras questões relacionadas à rigidez desta ferramenta antiquada.

Como vou fazer isso? Basicamente criando uma rede que propicie um ambiente transparente em que eu possa me comunicar, de forma não hermética (como no e-mail) com as pessoas que me interessam e que se interessam pelo que tenho a dizer.

Enquanto organizo este sistema, vou publicando aqui o andamento deste projeto. Neste ínterim, veja o que Luiz Suarez, da IBM, nos ensina sobre viver sem e-mails em sua palestra “Thinking Outside the Inbox“, no vídeo abaixo.

http://www.youtube.com/v/H5GRzeIIoZM&hl=pt-br&fs=1&
Compre-me um caféCompre-me um café
Gostou deste post? Se ele lhe ajudou, que tal doar 1 real para que continuemos produzindo conteúdo assim?
Doação Única de Qualquer Valor via PagSeguro: https://pag.ae/blhvRmR
Regras para comentários: Tudo OK criticar, mas se você trolar, seu conteúdo será deletado. Divirta-se e obrigado por somar à conversação.

4 Comments

  1. Pensei, refleti, ponderei de monte sobre esta sua nova empreitada-experiência, amigo, mas ainda não me dei mto bem com ela.

    Cada vez q vejo um link q eu mandaria apenas de maneira pessoal para vc, sinto-me inibido (eu já sou inibido normalmente… tendo de mandar em tudo em público, fica pior ainda). Não vejo a comunicação particular como algo completamente obsoleto. É necessário livrar-se da gordura (e-mails inúteis, spams), mas não vejo um bom caminho sem um e-mail. Vamos ver como tudo anda. Ficam meus desejos de boa sorte. 😉

    Post a Reply
    • Obrigado, Ulisses!
      Passei muito tempo da minha vida com medo de experimentar. Hoje, que sei que posso voltar atrás sem traumas (teno estrutura psíquica e amigos suficientes para dar suporte a isso), tenho mais liberdade para estes “testes”…

      Obrigado pela compreensão.

      Post a Reply
  2. RR,
    confesso que gostei da sua ideia e vou acompanhar o andamento por aqui. Não sei como você vai conseguir fazer isso, afinal tem coisas que só com email mesmo.

    Após três meses afundado em trabalho no jornal, finalmente consegui me aliviar e voltar a postar no blog. Marquei tudo lá para aparecer no OPS. Vou viajar para Cancun e para os EUA e devo fazer umas série de postagens bem legais.

    Um abraço,

    Pedro Serra
    Ps.: qualquer dúvida, é só me mandar um email… hehehe

    Post a Reply

Deixe um comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: