Pão de forma de calabresa

Posted By Rafael Reinehr on ago 21, 2007 | 9 comments


    O Cheff convidado desta semana não precisa de apresentação, mas ele mesmo fará sua introdução:

    Meu nome é Ricardo Cobra e sou editor do blog Homem na Cozinha e de um outro blog pessoal. A cozinha é um hobby e um prazer para mim e aceitei o convite do Rafael e estou apresentando aqui uma adaptação da minha receita de pão de forma caseiro.

    Essa receita foi durante muito tempo o motivo de uma reunião mensal na minha casa, e a partir dessas reuniões, começaram as variações. Essa é apenas uma delas. Divirta-se.

 

Pão de forma de calabresa

 

    Meu nome é Ricardo Cobra e sou editor do blog Homem na Cozinha e de um outro blog pessoal. A cozinha é um hobby e um prazer para mim e aceitei o convite do Rafael e estou apresentando aqui uma adaptação da minha receita de pão de forma caseiro.

    Essa receita foi durante muito tempo o motivo de uma reunião mensal na minha casa, e a partir dessas reuniões, começaram as variações. Essa é apenas uma delas. Divirta-se.

Pão de forma sabor Calabresa

Ingredientes

para o recheio

2 linguiças calabresa defumada
100 grs. de queijo prato

para a massa
30 g fermento biológico
1/2 copo de açúcar
3 ovos
250 ml de óleo (sugiro de milho ou de girassol)
250 ml de água morna
sal à gosto (pelo menos 1 pitada e não mais que meia colher de sobremesa)
1/2 Kg de farinha de trigo

Modo de preparo

Pré aqueça o forno à 250 graus.

preparação do recheio
moa as 2 linguiças no processador. Caso não o tenha, cortá-las em micro pedaços e pique o queijo. Reservá-los separadamente.

preparação da massa
Prepare o fermento com uma colher de chá de açúcar. Ele ficará liquido. Reserve. Adicione ao copo do liquidificador os ovos, o açúcar, o óleo e a água morna. Bata em velocidade média. Adicione o fermento, o sal e 1/3 da calabresa moída. Bata novamente. Reserve. Pegue agora toda a farinha e passe-a na peneira (isso deixará o pão mais macio). Adicione o restante da calabresa e o queijo picado. Misture um pouco com a colher de pau, para facilitar seu trabalho depois. Coloque agora, o conteúdo do copo do liquidificador e mexa tudo com a colher de pau (colheres de silicone ou plástico dificultam um pouco o trabalho) A massa ficara com uma consistência de mingau grosso. Note que não haverá pelotas de farinha de trico. Unte a forma de pão, com óleo (ou manteiga) e farinha e despeje a massa. Você vai precisar de duas formas médias. Desça o forno para 220 graus e asse por aproximadamente 25 minutos.

Dica – O crescimento do fermento acontecerá no forno, então não encha as formas excessivamente.

Dica 2 – em função do recheio, alguns fornos podem assá-lo por fora e não por dentro. Nesse caso, diminua a temperatura um pouco mais e aumente o tempo de forno. Como vocês podem ver na foto, também é possível utilizar formas de muffin, porém a forma de assar muda completamente.

Pão de forma de calabresa

Compre-me um caféCompre-me um café
Gostou deste post? Se ele lhe ajudou, que tal doar 1 real para que continuemos produzindo conteúdo assim?
Doação Única de Qualquer Valor via PagSeguro: https://pag.ae/blhvRmR
Regras para comentários: Tudo OK criticar, mas se você trolar, seu conteúdo será deletado. Divirta-se e obrigado por somar à conversação.

9 Comments

  1. Sua receita é simplesmente perfeeita !!!!
    Parabéns 😆

    Post a Reply
  2. Tá com sede?
    Ao autor, só uma pergunta (retórica, ou quase): a fotografia é mesmo essa? Então vou mesmo copiar a receita…
    Ao Rafael: eu é que agradeço a tua deferência e passerei a “arranjar” companhia para essas receitas de terça-feira. Quanto ao “Calamares” (o nome é mau!) é das Caves Dom Teodósio (a garrafa imita a de Mateus Rosé em versão transparente, o que me faz crer que é uma marca com alguns anos e, assim sendo, não deve ser má, mas desconheço. Vou provar e remeto as notas de prova ao Caldeirão de Sabores, que tal?
    Um abraço,
    Daniel

    Post a Reply
  3. Arqueoblog
    Solange, obrigado pela visita e pelo primeiro comentário aqui no blog. Vi que és formada em História, então vais te interessar por um dos projetos que iniciarei em breve aqui no site. Não esquecerei de te convidar!

    Post a Reply
  4. Isto nao é receita, é atentado! Os paes parecem fantásticos! Eu aquí ataco de padeira a acada 2 dias faco um.Paes caseiros ficam ótimos.
    Vou tentar a receita. 😛

    Post a Reply
  5. Corrigindo…
    Nossa, meu textinho saiu cheio de erros.

    Leia-se: uma prova de que caprichando a indústria nacional de vinhos pode produzir bons goles.

    Escusas.

    Post a Reply
  6. Como bom apreciador de uma boa cozinha, estarei acrescentando essa receita ao meu livro. Me parece uma delícia o pão. E nada melhor do que a dica de nosso amigo aí de cima. Bons vinhos acompanham bons pães… e queijos.

    Um abraço.

    Post a Reply
  7. Rafael, grande dica a do Ricardo. Já foi para os nossos “arquivos” logo irá para abarriga e mais uns quilinhos de culpa, hehe!
    Parabéns ao Cheff
    Grande abraço

    Post a Reply
  8. Pãozinho de calabresa com tinto gaúcho.
    Rafael e amigos: apesar do conceito popular de combinar queijos e vinhos, uma das melhores companhias de um bom vinho é o pão. Especialmente pães “temperados” como esse de calabresa.

    Sugiro aqui um vinho tinto de médio corpo, o gostoso nacional Salton Talento (a safra 2002 é muito boa, vinho premium da vinícola gaúcha Salton. Trata-se de um corte de Cabernet Sauvignon (60%) Merlot (30%) e Tannat (10%)que estagiou em barricas de carvalho. Uma prova viva de que sem se caprichando a indústria nacional de vinhos pode produzir bons goles.

    Vai cair muito bem com a calabresa.

    Bons goles.

    Post a Reply

Deixe um comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: