Do sentido, Tania Montandon

By Rafael Reinehr | Escritores e seus Escritos

Nov 16
Bolinhas Azuis

Do sentido da conduta
De viva astúcia e brilho
Que a ciência não escuta
Não se põe lúcida no trilho

Do sentido da história
Que perfaz cada trajetória
Da arte finita do mover-se
O que liga os interesses?

Do sentido da mente
Ínclito poço de habilidades
Poder saber que se sente
Que se liga potencialidades

Do sentido da vida
Do mistério e da energia
Que fascina e arrepia
Que se conhece só a ida

Do sentido da alma
Da coerente comunhão
Intuição que acalma
O desvario da razão

O poema acima é de autoria da poeta Tania Montandon, como ela mesma diz "Uma eterna aprendiz da arte de ser feliz… apenas a semente amadurecendo naturalmente…", e estou divulgando pois é uma artista que vale ser conhecida.

Enquanto reflete no sentido da poesia acima, faça o seguinte exercício: encontre a bola vermelha na figura abaixo, acompanhe seu trajeto e me diga onde ela vai parar. Mais importante: qual é o sentido da bola, metáfora essencial da vida?

(clique para ver a imagem)

 

Bolinhas Azuis

Banner da Zen Nature produtos orgânicos, sustentáveis e oriundos do comércio justo

banner do Medictando - O Bem-estar ao seu alcance

Gostou deste post? Se ele lhe ajudou, que tal doar 1 real para que continuemos produzindo conteúdo assim?
Doação Única de Qualquer Valor via PagSeguro: https://pag.ae/blhvRmR
Regras para comentários: Tudo OK criticar, mas se você trolar, seu conteúdo será deletado. Divirta-se e obrigado por somar à conversação.

(4) comments

Add Your Reply