ABZ do Rock

By Rafael Reinehr | ABZ do Rock

Ago 16
ABZ do Rock

ABZ do Rock"Posso perder minha mulher, minha mãe, desde que eu tenha o meu Rock n’ Roll" – já diziam Os Mutantes. E na década de 80, o poeta, compositor e dadamídia Marcelo Dolabela lançou aquela que viria a ser uma das pérolas da literatura "musical" de todos os tempos no Brasil: o ABZ do Rock. Uma verdadeira enciclopédia musical que traz descrições, formação e discografia de praticamente todos artistas que surgiram no Brasil desde 1955 até a década de 80, quando foi publicado o livro.

Aparentemente, uma nova edição estava planejada para 2003, mas não sei se foi lançada.

O fato é que a versão original da bagaça psicodélica rockeriana está esgotada, e eu pensei que seria uma boa disponibilizar os mais de 3.000 verbetes do livro na forma digital, publicando uma a uma as bandas e os artistas genialmente compilados pelo Marcelo Dolabela.

Marcelo, quando você descobrir seus artigos publicados na Web, não veja isso como plágio, já que estou dando o devido crédito ao seu esforço. O meu trabalho será tão somente braçal e serei seu servo nesta empreitada de divulgar a História da Música e do Rock brazuca.

Sem esperar mais nenhum instante, começo hoje mesmo a publicar as bandas, em ordem alfabética, como são apresentadas no livro. Como são milhares de músicos relacionados, é claro que não poderei publicar apenas um por dia, do contrário levaria 10 anos para reproduzir todos os verbetes. Farei a publicação no tempo que estiver disponível.

Acompanhe e aprenda comigo um pouco sobre quem é quem na ciranda da música popular brasileira.

banner do Medictando - O Bem-estar ao seu alcance

Banner da Zen Nature produtos orgânicos, sustentáveis e oriundos do comércio justo

Gostou deste post? Se ele lhe ajudou, que tal doar 1 real para que continuemos produzindo conteúdo assim?
Doação Única de Qualquer Valor via PagSeguro: https://pag.ae/blhvRmR
Regras para comentários: Tudo OK criticar, mas se você trolar, seu conteúdo será deletado. Divirta-se e obrigado por somar à conversação.

(3) comments

Add Your Reply