28/02/2003 – #012 – Editorial

By Rafael Reinehr | Editoriais

Jun 13

Um cientista vivia preocupado com os problemas do mundo e estava resolvido a encontrar meios de minorá-los. Passava dias em seu laboratório em busca de respostas para suas dúvidas. Certo dia, seu filho de sete anos invadiu o seu santuário decidido a ajudá-lo a trabalhar. Vendo que seria impossível demovê-lo, o pai procurou algo que pudesse distrair-lhe a atenção. Até que se deparou com o mapa do mundo. Com o auxílio de uma tesoura, recortou-o em vários pedaços e, junto com um rolo de fita adesiva, entregou ao filho: – Vou lhe dar o mundo para consertar. Veja se consegue. Faça tudo sozinho. Pensou que, assim, estava se livrando do garoto, pois ele não conhecia a geografia do planeta e certamente levaria dias para montar o quebra-cabeças. Uma hora depois, porém, ouviu a voz do filho: – Pai, pai, já fiz tudo. Consegui terminar tudinho! Para surpresa do pai, o mapa estava completo. Todos os pedaços haviam sido colocados nos devidos lugares. Como seria possível? Como o menino havia sido capaz? – Você não sabia como era o mundo, meu filho, como conseguiu? – Pai, eu não sabia como era o mundo, mas quando você tirou o papel da revista para recortar, eu vi que do outro lado havia a figura de um homem. Quando você me deu o mundo para consertar, eu tentei mas não consegui. Foi aí que me lembrei do homem, virei os recortes e comecei a consertar o homem que eu sabia como era. Quando consegui consertar o homem, virei a folha e descobri que havia consertado o mundo. 

 Ufa! Como é bom dar uma respirada! Finalmente este povo começou a participar do Simplicíssimo! Essas mentes brilhantes não podem ficar paradas! Nesta semana fui assistir "O Chamado" (The Ring, em inglês). Haviam algumas críticas favoráveis e várias contrárias ao filme, dadas, é claro, por meus amigos e amigas. Decidi avaliar por mim mesmo. Conclusão: é um filme para quem gosta mesmo de suspense e um pouco de terror… Não vou contar a história do filme aqui, mas com certeza fiquei um pouco impressionado com a história e algumas cenas do filme, tanto que cheguei em casa e havia uma mensagem na secretária eletrônica (como poucas vezes) – quem viu o filme vai entender – o que deu um certo medo. Depois de filmes desse tipo, levamos algum tempo para voltar a realidade, pois pensamos se coisas daquele tipo, sobrenaturais, não podem realmente estar acontecendo por aí. Qualquer barulho estranho (ou comum) já é motivo para sobressaltos. Não preciso nem dizer que a noite foi mal-dormida (é assim que se escreve?). Bem, chega de filmes assustadores por um tempo!

Dia 25/02/2003 foi inaugurado o "Blog Comunitário" Politikaos. Para quem não sabe o que é blog, explico: blog é uma espécie de diário virtual onde se pode diaria ou "aqualquertempomente" incluir novas informações, sendo que o mesmo fica disponível a qualquer hora na Internet. O "Blog Comunitário" é uma idéia que não sei se já existe onde você tem um nome de usuário e uma senha que são compartilhados com toda rede, sendo que qualquer pessoa pode, a qualquer momento adicionar um comentário, crítica, sugestão, ensaio ou o catso na referida página do blog. O endereço do Politikaos é www.politikaos.blogspot.com . Quem se interessa por política, tem que passar lá para dar uma lida e dar pitaco, que é o mais interessante…

E, por falar em política, que é uma das armas que temos para mudar o mundo, transcrevo abaixo um texto que corria pela Internet há um tempo atrás e que achei deveras interessante:

Um cientista vivia preocupado com os problemas do mundo e estava resolvido a encontrar meios de minorá-los. Passava dias em seu laboratório em busca de respostas para suas dúvidas. Certo dia, seu filho de sete anos invadiu o seu santuário decidido a ajudá-lo a trabalhar. Vendo que seria impossível demovê-lo, o pai procurou algo que pudesse distrair-lhe a atenção. Até que se deparou com o mapa do mundo. Com o auxílio de uma tesoura, recortou-o em vários pedaços e, junto com um rolo de fita adesiva, entregou ao filho: – Vou lhe dar o mundo para consertar. Veja se consegue. Faça tudo sozinho. Pensou que, assim, estava se livrando do garoto, pois ele não conhecia a geografia do planeta e certamente levaria dias para montar o quebra-cabeças. Uma hora depois, porém, ouviu a voz do filho: – Pai, pai, já fiz tudo. Consegui terminar tudinho! Para surpresa do pai, o mapa estava completo. Todos os pedaços haviam sido colocados nos devidos lugares. Como seria possível? Como o menino havia sido capaz? – Você não sabia como era o mundo, meu filho, como conseguiu? – Pai, eu não sabia como era o mundo, mas quando você tirou o papel da revista para recortar, eu vi que do outro lado havia a figura de um homem. Quando você me deu o mundo para consertar, eu tentei mas não consegui. Foi aí que me lembrei do homem, virei os recortes e comecei a consertar o homem que eu sabia como era. Quando consegui consertar o homem, virei a folha e descobri que havia consertado o mundo.(autor desconhecido, pela Internet)
Grande abraço a todos e até semana que vem!

Rafael Luiz Reinehr

 

banner do Medictando - O Bem-estar ao seu alcance

Banner da Zen Nature produtos orgânicos, sustentáveis e oriundos do comércio justo

Gostou deste post? Se ele lhe ajudou, que tal doar 1 real para que continuemos produzindo conteúdo assim?
Doação Única de Qualquer Valor via PagSeguro: https://pag.ae/blhvRmR
Regras para comentários: Tudo OK criticar, mas se você trolar, seu conteúdo será deletado. Divirta-se e obrigado por somar à conversação.