A mídia, a Ossétia do Sul e o contraponto necessário

By Rafael Reinehr | O Mundo às Avessas

Ago 24
Brasão da Ossétia do Sul

“O outro lado da mídia” (ou porque duvidar SEMPRE de alguma notícia veiculada na mídia tradicional) seria um bom título para este artigo. “Porque os anti-americanos têm razão” seria outro título a ser utilizado.

Brasão da Ossétia do SulLi as linhas a seguir no blog Estado Anarquista, e as mesmas referem-se a uma versão alternativa, dada pela Rússia acerca dos acontecimentos na Ossétia do Sul. O ponto de vista ocidental você lê nos jornais e vê na tevê. O contraponto apresento abaixo:

“Em primeiro lugar, a dissolução (nunca “colapso”) da União Soviética foi prevista na sua própria Constituição e sob esta Constituição, as Repúblicas que tinham minorias étnicas tinham no acto de secessão realizar referendos para que os respectivos povos pudessem escolher o grau da sua auto-determinação. Geórgia não realizou estes referendos nos territórios da Abkházia e da Ossétia do Sul, enclaves etnicamente russos dentro da Geórgia. Desde então, e depois destas dois territórios terem ganho sua “independência” em guerras com a Geórgia, tem havido numerosas tentativas de encontrar uma solução pacífica da parte de Moscou.

Mapa da Ossétia do SulEm segundo lugar, Moscou teve sempre o cuidado de informar o mundo através de uma campanha de comunicação social incansável a partir do seus adidos de imprensa nas suas Embaixadas, segundo a qual o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Federação Russa tem vindo a prestar informações detalhadas e de forma constante sobre como Moscou negociava uma paz na Ossétia do Sul, salientando sempre a necessidade de satisfazer ambos os lados – Tblissi (Geórgia) e Tskhinvali (Ossétia do Sul). Acontece que o leitor alguma vez encontrou essa informação em qualquer órgão de notícias ocidental? Não, porque foi sistematicamente ignorada num imenso esforço de desinformação. Depois digam que a imprensa no Ocidente é livre e na Rússia, não, e depois dizem que há liberdade de expressão no Ocidente e não na Rússia. Já agora, como explicar os ataques de hackers contra o site da RIA Novosti ontem? Liberdade de expressão? Ou um ato de terrorismo?

Em terceiro lugar, horas depois de anunciar um cessar-fogo, Geórgia incumbiu as suas forças de manutenção da paz a atacar as forças russas da manutenção paz russos na zona, um acto que levanta dúvidas quanto à sanidade do Presidente da Geórgia Mikhail Saakashvili e mais grave, quanto às intenções de Washington, que juntamente com Tel Aviv, tem centenas de conselheiros militares de apoio às Forças Armadas da Geórgia. Como poderia este ataque não ter recebido a aprovação do fantoche-mestre que puxa as cordas de Saakashvili?”

E agora cacatua, qual é?

banner do Medictando - O Bem-estar ao seu alcance

Banner da Zen Nature produtos orgânicos, sustentáveis e oriundos do comércio justo

Gostou deste post? Se ele lhe ajudou, que tal doar 1 real para que continuemos produzindo conteúdo assim?
Doação Única de Qualquer Valor via PagSeguro: https://pag.ae/blhvRmR
Regras para comentários: Tudo OK criticar, mas se você trolar, seu conteúdo será deletado. Divirta-se e obrigado por somar à conversação.