Posts Tagged "preciso"


Tão logo tenha passado o susto de encontrar zilhões de banners e botões multicoloridos do Submarino aqui no Escrever Por Escrever e bradar: "O quê? Logo o Rafael, o Rafael Reinehr, aquele que entoa cantos anarco-humanistas aos quatro ventos entregando-se de bandeja aos apelos capitalistas mais vis?"
Lhe digo: Para, espere, escute:

Esta parceria com o Submarino, um dos pioneiros na venda de livros, CDS e outros produtos pela Internet no Brasil surgiu, em verdade, da necessidade.

"Sim, lá vem ele com aquela ladainha de que, em tempos difíceis, o real desvalorizado, aumentando impostos, contas a pagar…"

Sim, necessidade de GASTAR MENOS!

Como boa parte das compras de livros que faço atualmente é pela Internet (já que os preços equiparam-se aos praticados nas lojas de Livrarias como A Cultura, Saraiva, La Selva, Nobel e outras), poderia pelo menos assim – e se ninguém mais adquirisse produtos através dos botões do Escrever Por Escrever – economizar suados 8% na compra destes queridos livros, que fazem parte do orçamento bimestral…

Assim, ninguém se sinta malogrado pela aparente "virada maníaca multicor". Aquela legião de botões provavelmente vai sumir dentro de algumas semanas ou meses, ficando talvez somente os botões de livros e DVDs, que são os que realmente me atraem.

Se fores comprar algo do Submarino e acessares por aqui, agradeço de coração, pois toda possível renda (80 reais de cada R$ 1000,00 gastos através de compras oriundas do Escrever Por Escrever – Noooooooooooooossa! Que fortuna!) serão destinados à compra de mais livros.

Agora, se você ficou sensibilizado com a história deste pobre homem ávido pela literatura e quer ajudá-lo com este seu vício, também lhe é permitido visitar a Lista de Presentes do Rafael Reinehr e escolher um livro bem interessante, ao gosto do hóspede e do tamanho do seu bolso que o Submarino trata de enviar para minha casa.

Não é preciso dizer que isso não vai lhe garantir um pedaço de terra (ou será que seria de nuvem?) no céu, mas um pedacinho maior no meu coração, quem sabe?

Read More

    Hoje, depois de alguns dias de angústia por motivos vários, fui tomado de uma sensação de tranqüilidade.

    Podia-se dizer que andava meio "perdido", sem foco definido, absorto pelo trabalho e suas atribulações e, parecia, não havia solução adequada para minhas dúvidas no horizonte próximo.

Pizza    Hoje, depois de visitar o site do Leo Babauta, uma espécie de luz se acendeu: é isso, preciso aprender a gerenciar melhor meu tempo. Não que seja um completo tapado neste quesito, afinal de contas quem me conhece sabe o que já produzi e continuo produzindo mas, ao contrário de me acalmar com o passar do tempo – como todos disseram que iria acontecer – minha vontade de criar cada vez mais fica cada dia mais forte.

    Parte da angústia que se assomava sobre mim dizia respeito justamente a isso: querer fazer mais e melhor sem ter tempo (ou na verdade sem organizar adequadamente, de forma perfeitamente otimizada, o tempo que me é dado pela Natureza).

    Depois dos insights que tive na leitura do Zen Habits, decidi que passaria a lê-lo com maior freqüência e, além disso, aproveitar para traduzi-lo para o português e postar as traduções aqui, já que o Leo liberou completamente o uso de seus artigos.

    Com este internal shift que me ocorreu durante o dia de hoje, acabei também decidindo mudar o layout do site, que volta a se parecer mais com um blog do que com um site e também decidi mudar o subtítulo do mesmo. A partir de agora, este site se chama Rafael Reinehr – De tudo um pouco, para humanos.

    O que mais posso dizer? Que agora são quase quatro da manhã, acabei de comer algumas sobras de pizza com guaraná light, estou com o Corujão ligado aqui na minha frente e a energia ainda está a mil, assim como as idéias que não param de fluir. De toda forma, preciso descansar, já que amanhã recebo a visita de minha Tia Solange e do João Alberto que, além de passearem e aproveitarem a chuva que cai por aqui também estarão trazendo algumas mudas de árvores para nossa nova casa. 

    Mais som, mais imagens, mais textos. E melhor. Mundo, aguarde que eu quero subir…

(foto por burlie)

 

Read More
Antecipando a idade do condor

Antecipando a idade do condor


Posted By on jan 22, 2008

condor     Dizem que a idade do condor começa aos 40 anos (ou será que me engano?). Por aqui, ela já chegou. Resolvi intensificar minha atividade física (4 horas de tênis e um jogo de futebol por semana, além de um campeonato de tênis no meio disso) e as conseqüências da sobrecarga estão claras: dor no tornozelo esquerdo, no joelho esquerdo na região pré-tibial nas duas pernas, no pulso direito e no ombro direito.

    É triste tomar consciência do corpo deste jeito: através da dor. Preciso reduzir o ritmo e me condicionar de outra forma antes de partir para exercícios tão intensos como os que estou fazendo.

    Planejado está, vou partir para a ação. 

Read More

Diário de um homem


Posted By on set 18, 2007

    Essa piada é ótima. Ouvi há alguns anos no Sarau Elétrico em Porto Alegre e, estimulado por um texto da Mulher Aspirina , resolvi procurá-lo e postá-lo aqui. Segurem-se para não liberar os esfíncteres de tanto dar risada.

 

Diário de um Homem 

 

Segunda-feira

Sozinho em casa. Minha mulher vai passar a semana fora. Ótimo. Acho que teremos uma semana inesquecível – o cachorro e eu. Tracei um plano e programei meu tempo. Sei exatamente quando acordar, quanto tempo ficar no banheiro e quanto tempo levar preparando o café. Também somei o número de horas de que preciso para lavar, arrumar, levar o cachorro para passear, fazer compras e cozinhar. Estou agradavelmente surpreso em ver que ainda me sobra muito tempo livre.
Não sei porque as mulheres fazem o serviço de casa parecer tão complicado, quando toma tão pouco tempo. É só se organizar. O cachorro e eu jantamos um bife cada um. Coloquei sobre a mesa a toalha de festa, uma vela, além de rosas – para criar atmosfera agradável. Ele come patê de entrada, depois outra vez no prato principal, com fina guarnição de legumes, biscoitos de sobremesa. Bebo vinho e fumo charuto. Há muito não me sentia tão bem.

Terça-feira

Preciso dar outra olhada na programação. Parece que requer pequenas mudanças. Expliquei para o cachorro que nem todo dia é feriado. No café da manhã, notei que o suco de laranjas caseiro tem uma desvantagem. O espremedor tem de ser limpo a cada vez. Uma possibilidade: fazer o suficiente para dois dias. Aí posso lavar com metade da frequência. Descoberta: você pode aquecer salsichas na sopa e assim ter menos uma panela para lavar. Certamente não pretendo aspirar a casa todos os dias, como minha mulher queria. Dia sim dia não é mais que suficiente. O segredo é andar de chinelos e limpar as patas do cachorro. Pronto. Sinto-me ótimo.

 

 

Read More
%d blogueiros gostam disto: