Posts Tagged "rafael"


Não tem jeito. Adoro o Delicious e sua agilidade para favoritar endereços da web e mantê-los organizados. O carinha que inventou as tags (etiquetas) deveria ganhar um prêmio. Ou ao menos um aumento.

Tenho usado muito pouco esta ferramenta, mas passarei a mantê-la sempre ativa desde agora.

Read More

Dia desses fomos comer uma deliciosa feijoada com feijão branco, frango e lingüiça na casa da Flávia, nossa amiga dentista aqui em Araranguá. A feijoada estava supimpa, mas o que me chamou mesmo a atenção foi um molho de pimenta que foi trazido à mesa.

Como gosto de comidas temperadas (e viva a cozinha tailandesa!) fiquei impressionado com a picância e o sabor do molho de pimenta que a Flávia nos ofereceu. Depois de um furioso interrogatório, ficamos sabendo que a responsável pela criação daquele estupendo molho de pimenta era a mãe da Flávia! Como a Flavinha não tinha a receita, ficou de conseguir com a mãe dela.

Alguns dias depois, já impaciente e louco para repetir a receita em casa, indaguei a Flávia em um encontro casual que tivemos:

– E aí, desembucha: qual é a receita do tal molho de pimenta?
– Pois é… Sabe que falei com a mãe e ela faz meio de olho… Tudo o que sei é que vão dois frascos de pimenta malagueta vermelha e um de pimenta verde…
– Só isso?
– Hu-hum….

Bem, lá fui eu, um cadinho decepcionado para a cozinha tentar “experimentar” e ver se descobria a “fórmula” do maravilhoso molho que agora não era mais de uma só pimenta, então passou a ser um “molho de pimentas”. E não é que com um pouco de intuição e alguma destreza cheguei lá? Ah, que perfeição! Agora tenho, para meu próprio consumo, o melhor molho de pimentas que jamais experimentei!

Nos últimos dias, ele tem sido utilizado em tudo: risotos, massas, pizzas… Sempre deixando aquele gostinho ardido e delicioso, além de ser aprovado até agora por 100% das visitas! Bom, sem mais delongas e como não sou de guardar segredos, aí vai a receita do já consagrado Molho de Pimentas Mãe da Flávia a la Rafael Reinehr:

Pimenta vermelha
2 frascos de 80g de pimenta malagueta vermelha

Pimenta verde
1 frasco de 80g de pimenta malagueta verde

Pimentões
3 dedos de 1 pimentão amarelo e de um pimentão verde

Pimentas e Pimentões
Um punhado de pimenta de bico
Sal a gosto
Pimenta do reino moída na hora a gosto
Bata tudo no liqüidificador e…

Voilá!
Molho de Pimentas Mãe da Flávia a la Rafael Reinehr
Está pronto o soberbo Molho de Pimentas Mãe da Flávia a la Rafael Reinehr

A aparência ao vivo é muito melhor do que a da foto acima! A cor é maravilhosa e a ardência já começa nos olhos se você tentar encarar esta bomba de frente por muito tempo. Replique a receita em casa e depois me diga se não é um dos melhores molhos de pimenta que você já experimentou.

Um abraço e bom proveito!

 

Read More

Tão logo tenha passado o susto de encontrar zilhões de banners e botões multicoloridos do Submarino aqui no Escrever Por Escrever e bradar: "O quê? Logo o Rafael, o Rafael Reinehr, aquele que entoa cantos anarco-humanistas aos quatro ventos entregando-se de bandeja aos apelos capitalistas mais vis?"
Lhe digo: Para, espere, escute:

Esta parceria com o Submarino, um dos pioneiros na venda de livros, CDS e outros produtos pela Internet no Brasil surgiu, em verdade, da necessidade.

"Sim, lá vem ele com aquela ladainha de que, em tempos difíceis, o real desvalorizado, aumentando impostos, contas a pagar…"

Sim, necessidade de GASTAR MENOS!

Como boa parte das compras de livros que faço atualmente é pela Internet (já que os preços equiparam-se aos praticados nas lojas de Livrarias como A Cultura, Saraiva, La Selva, Nobel e outras), poderia pelo menos assim – e se ninguém mais adquirisse produtos através dos botões do Escrever Por Escrever – economizar suados 8% na compra destes queridos livros, que fazem parte do orçamento bimestral…

Assim, ninguém se sinta malogrado pela aparente "virada maníaca multicor". Aquela legião de botões provavelmente vai sumir dentro de algumas semanas ou meses, ficando talvez somente os botões de livros e DVDs, que são os que realmente me atraem.

Se fores comprar algo do Submarino e acessares por aqui, agradeço de coração, pois toda possível renda (80 reais de cada R$ 1000,00 gastos através de compras oriundas do Escrever Por Escrever – Noooooooooooooossa! Que fortuna!) serão destinados à compra de mais livros.

Agora, se você ficou sensibilizado com a história deste pobre homem ávido pela literatura e quer ajudá-lo com este seu vício, também lhe é permitido visitar a Lista de Presentes do Rafael Reinehr e escolher um livro bem interessante, ao gosto do hóspede e do tamanho do seu bolso que o Submarino trata de enviar para minha casa.

Não é preciso dizer que isso não vai lhe garantir um pedaço de terra (ou será que seria de nuvem?) no céu, mas um pedacinho maior no meu coração, quem sabe?

Read More

Três boas notícias


Posted By on mar 26, 2008

Rapidinho:

1 – Carol foi chamada para assumir seu posto de psicóloga na prefeitura de Meleiro

2 – Recebemos as chaves da casa ontem, nos mudamos na sexta e no sábado próximos

3 – O amigo Rafael Bunn encontrou um Opala Comodoro lindão que vamos olhar neste fim-de-semana, com precinho bem bom

Bom, né?

Read More

    Hoje, depois de alguns dias de angústia por motivos vários, fui tomado de uma sensação de tranqüilidade.

    Podia-se dizer que andava meio "perdido", sem foco definido, absorto pelo trabalho e suas atribulações e, parecia, não havia solução adequada para minhas dúvidas no horizonte próximo.

Pizza    Hoje, depois de visitar o site do Leo Babauta, uma espécie de luz se acendeu: é isso, preciso aprender a gerenciar melhor meu tempo. Não que seja um completo tapado neste quesito, afinal de contas quem me conhece sabe o que já produzi e continuo produzindo mas, ao contrário de me acalmar com o passar do tempo – como todos disseram que iria acontecer – minha vontade de criar cada vez mais fica cada dia mais forte.

    Parte da angústia que se assomava sobre mim dizia respeito justamente a isso: querer fazer mais e melhor sem ter tempo (ou na verdade sem organizar adequadamente, de forma perfeitamente otimizada, o tempo que me é dado pela Natureza).

    Depois dos insights que tive na leitura do Zen Habits, decidi que passaria a lê-lo com maior freqüência e, além disso, aproveitar para traduzi-lo para o português e postar as traduções aqui, já que o Leo liberou completamente o uso de seus artigos.

    Com este internal shift que me ocorreu durante o dia de hoje, acabei também decidindo mudar o layout do site, que volta a se parecer mais com um blog do que com um site e também decidi mudar o subtítulo do mesmo. A partir de agora, este site se chama Rafael Reinehr – De tudo um pouco, para humanos.

    O que mais posso dizer? Que agora são quase quatro da manhã, acabei de comer algumas sobras de pizza com guaraná light, estou com o Corujão ligado aqui na minha frente e a energia ainda está a mil, assim como as idéias que não param de fluir. De toda forma, preciso descansar, já que amanhã recebo a visita de minha Tia Solange e do João Alberto que, além de passearem e aproveitarem a chuva que cai por aqui também estarão trazendo algumas mudas de árvores para nossa nova casa. 

    Mais som, mais imagens, mais textos. E melhor. Mundo, aguarde que eu quero subir…

(foto por burlie)

 

Read More
%d blogueiros gostam disto: