Posts Tagged "receita"


A pedido do amigo Luciano Oliveira, estou postando aqui a receita do Risoto de Limões Sicilianos com Camarões:

Tempo de preparo: 40minutos
Rende 4 porções

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • Azeite de oliva extra-virgem
  • 1 cebola picada
  • 500 g de camarões, pequenos e limpos
  • 1 xícara de vinho branco, seco
  • 1,5 l de caldo de legumes
  • 2 xícaras de arroz arbóreo ou carnaroli
  • Raspas das cascas de 2 limões sicilianos
  • Queijo muzzarela – 3 fatias (ou parmesão uruguaio, ralado na hora)
  • Sal a gosto

Modo de Preparo

  1. Tempere os camarões com suco de 1 limão siciliano e sal
  2. Refogue os camarões com 1 colher de manteiga e 2 colheres de sopa de azeite até ficarem dourados
  3. Reserve
  4. Na mesma panela, coloqueo restante da manteiga e a cebola
  5. Refogue
  6. Aqueça o caldo e o mantenha em fogo baixo
  7. Junte o arroz e as raspas de limão à panela com a cebola
  8. Refogue por 2 minutos
  9. Adicione o vinho e espere evaporar
  10. Adicione 1 concha de caldo por vez e mexa sem parar
  11. Volte a adicionar mais caldo quando o anterior tiver sido absorvido
  12. Continue até que o arroz esteja al dente (25 a 30 minutos)
  13. Desligue o fogo, junte os camarões, o queijo e acerte o sal
  14. Sirva imediatamente

PS: é opcional a adição de temperos verdes, como salsinha e cebolinha, ao final.
PS2: ao final, também poderá adicionar 1 colher de manteiga caso prefira não utilizar o queijo, para dar aquele brilho e embelezamento final.

Read More

Hoje fiz uma receita no improviso que ficou deliciosa, vou registrar aqui para não esquecê-la.

Assim também a compartilho com os amigos que quiserem experimentar fazê-la. Depois coloco a foto da frigideira, com metade dos franguinhos que sobraram. Seguem os ingredientes e o modo de preparo:

Ingredientes:

1 kg de “iscas” de peito de frango sem osso
manteiga
azeite de oliva
1 cebola em rodelas
4 dentes de alho amassados
pimenta do reino verde (ou preta, se não tiver a verde)
1/2 a 1 pimentão verde em cubos (o pimentão pode ser de qualquer cor – o amarelo e o vermelho são mais adocicados)

molho de soja (shoyu) – 1/2 frasco
fumaça líquida (se tiver)
curry
açafrão da terra (curcuma)
tomilho
orégano

salsa verde picada

Modo de fazer:

Esquente uma frigideira bem grande (ou paelleira). Quando estiver bem quente, coloque 1 cubo inteiro de manteiga (usei Primor, mas pode ser qualquer marca, ou mesmo caseira) e logo irrigue com azeite de oliva, o quanto baste, para não queimar a manteiga. Coloque a cebola picada e deixe dourar levemente. Quando começar a dourar, coloque os dentes de alho já amassados.

Logo em seguida, adicione o pimentão picado. Mexa por 1 minuto e logo a seguir adicione o frango (Normalmente aconselha-se deixar o frango de molho nos temperos para pegar mais sabor, mas como a receita foi improvisada, descreverei como a fiz). Moa a pimenta verde (ou preta) sobre o frango, a gosto. Não adicione sal, pois o shoyu tem o suficiente. Após 1 minuto dourando em fogo médio sobre a cebola e os pimentões, adicione o shoyu sobre os frangos e, logo a seguir a fumaça líquida.

Compro a fumaça líquida no eBay, da marca Colgin. Se não tiver, ok. Deverá ficar bom do mesmo jeito, apesar deste ingrediente ser o responsável por dar um gosto defumado ao prato.

Após dourar por 2 ou 3 minutos de um lado, vire e imediatamente polvilhe com um pouco de curry (apenas 2 pitadas) e açafrão da terra (mais 2 pitadas). Tempere também com tomilho e orégano a gosto. Coloquei somente uma pitada grande de cada, para que nenhum gosto ficasse muito saliente.

Depois de mais 2 ou 3 minutos fritando deste lado, virei mais uma vez e, um pouco antes de desligar, coloquei a salsa picada, ainda na frigideira.

Servi com arroz integral, mas também deve ficar delicioso com arroz branco e qualquer tipo de massa. Faça e experimente, depois me diga o que achou. Ah! E não deixe de pegar os pimentões e a cebola que ficou “caramelizada” com o molho de soja e colocar por cima do arroz (ou da massa)! Isso vale ouro!

Read More

Creio que hoje faze 10 dias que Carol e eu paramos de comer carne e vos digo, sem medo de ser feliz: até aqui, tudo vai muito bem. No outro dia, fuçando pela internet, a Carol achou a receita de um hambúrguer feito com proteína de soja texturizada e um brócolis refogado na mateiga com limão. Resolvemos fazer, e estou compartilhando a receita testada e aprovada com você.

Temperos para hamburguer

Read More

Comprar ritalina sem receita. Comprar rimonabanto sem receita. Comprar sibutramina sem receita. Comprar anfepramona sem receita.

O que é isso? O mundo está mesmo virado… (ou a ignorância das pessoas cresce a cada dia).

É cada vez maior o número de pessoas que tentam (e conseguem) comprar medicações de uso estritamente controlado sem receita médica. Pior ainda: sem orientação médica ou muitas vezes sem orientação nenhuma além da recomendação da vizinha.

Muitas destas medicações que já demonstraram ser benéficas se usadas corretamente em pacientes com indicações corretas e, depois de avaliados, sem riscos para seu uso, acabam sendo catastróficas para muitas pessoas – mulheres geralmente – que usam e abusam das anfetaminas, dos psicotrópicos e de remédios para emagrecer.

Além de não atingirem o resultado esperado, muitas vezes graves complicações como arritmias cardíacas, crises hipertensivas, infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral, além da temida dependência acabam ocorrendo, deixando a pessoa presa em uma jaula ou em uma cama de hospital.

Vivemos em uma momento em que o culto à beleza sobrepujou, de longe, o culto a uma vida saudável. Existem bolsões de resistência, e estes precisam ser estimulados.

Somente neste artigo que escrevi sobre o Rimonabant que já conta com mais de 74 mil visitantes e uma centena de comentários, são vários os pedidos de compra de medicação sem receita médica. Se eu fosse um picareta que vendesse remédio contrabandeado, a esta altura já estava rico… Onde é que isso tudo vai parar?

Read More

Dia desses fomos comer uma deliciosa feijoada com feijão branco, frango e lingüiça na casa da Flávia, nossa amiga dentista aqui em Araranguá. A feijoada estava supimpa, mas o que me chamou mesmo a atenção foi um molho de pimenta que foi trazido à mesa.

Como gosto de comidas temperadas (e viva a cozinha tailandesa!) fiquei impressionado com a picância e o sabor do molho de pimenta que a Flávia nos ofereceu. Depois de um furioso interrogatório, ficamos sabendo que a responsável pela criação daquele estupendo molho de pimenta era a mãe da Flávia! Como a Flavinha não tinha a receita, ficou de conseguir com a mãe dela.

Alguns dias depois, já impaciente e louco para repetir a receita em casa, indaguei a Flávia em um encontro casual que tivemos:

– E aí, desembucha: qual é a receita do tal molho de pimenta?
– Pois é… Sabe que falei com a mãe e ela faz meio de olho… Tudo o que sei é que vão dois frascos de pimenta malagueta vermelha e um de pimenta verde…
– Só isso?
– Hu-hum….

Bem, lá fui eu, um cadinho decepcionado para a cozinha tentar “experimentar” e ver se descobria a “fórmula” do maravilhoso molho que agora não era mais de uma só pimenta, então passou a ser um “molho de pimentas”. E não é que com um pouco de intuição e alguma destreza cheguei lá? Ah, que perfeição! Agora tenho, para meu próprio consumo, o melhor molho de pimentas que jamais experimentei!

Nos últimos dias, ele tem sido utilizado em tudo: risotos, massas, pizzas… Sempre deixando aquele gostinho ardido e delicioso, além de ser aprovado até agora por 100% das visitas! Bom, sem mais delongas e como não sou de guardar segredos, aí vai a receita do já consagrado Molho de Pimentas Mãe da Flávia a la Rafael Reinehr:

Pimenta vermelha
2 frascos de 80g de pimenta malagueta vermelha

Pimenta verde
1 frasco de 80g de pimenta malagueta verde

Pimentões
3 dedos de 1 pimentão amarelo e de um pimentão verde

Pimentas e Pimentões
Um punhado de pimenta de bico
Sal a gosto
Pimenta do reino moída na hora a gosto
Bata tudo no liqüidificador e…

Voilá!
Molho de Pimentas Mãe da Flávia a la Rafael Reinehr
Está pronto o soberbo Molho de Pimentas Mãe da Flávia a la Rafael Reinehr

A aparência ao vivo é muito melhor do que a da foto acima! A cor é maravilhosa e a ardência já começa nos olhos se você tentar encarar esta bomba de frente por muito tempo. Replique a receita em casa e depois me diga se não é um dos melhores molhos de pimenta que você já experimentou.

Um abraço e bom proveito!

 

Read More
%d blogueiros gostam disto: