Mar 07

Da série: Diálogos com Deus – Jesus e o Rock n’ Roll

– Que som é esse meu filho?

– Isso é Titãs. Uma música que fizeram em minha homenagem! Escuta só:

– “Quem é que precisaaaaa… Tomar cuidado com o que diz?

Quem é que precisaaaaa… Tomar cuidado com o que faz?…

Será que é isso que eu necessito? Será que é isso que eu necessito?

Quem aqui não tem medo de passar o ridículo?

Quem aqui, como eu tem a idade de Cristo quando morreu?”

– Muito bom meu filho! Bela banda!

– É verdade… Esse caras são demais. Vem cá… Será que 33 anos é muito tarde pra começar uma banda de rock n’ roll pai?

– Claro que não meu filho! Veja o exemplo do seu pai! Fui me tornar capitalista só agora, depois de incontáveis anos de vida!

– Valeu pai!…

Deus já estava dando as costas para sair do quarto quando…

– Pai!

– Que foi filho? – voltando-se para Jesus.

– Será que rola uma graninha pra eu descolar uma guitarra maneira?

Notícias do Front

01/03/04 – Sem burocracia hoje. Chegamos às 7:00 no 7º BIB, pois fomos “arranchados” (entenda-se obrigados) a tomar café e almoçar no Batalhão nesta semana. O café era um pão dormido, margarina, geléia de frutas, café e leite e uma nega-maluca de “sobremesa”. Após o café fomos divididos em 2 pelotões de 18 e 17 aspirantes e passamos ao aprendizado da “ordem unida”, que compreende as posições de descansar, sentido, apresentar armas e outras, que devem ser feitas simultaneamente por todos. Vestimos nossa farda e, após verificação da adequação da vestimenta, partimos para o almoço. O almoço estava melhor do que o café: um risoto de galinha, feijão e macarrão com pimentão e salsicha, além de legumes diversos. Para beber, suco artificial de abacaxi.

À tarde, revisamos nossas ordens e aprendemos noções de marcha. Às 14:00, passamos a treinar nossa formatura, que aconteceria às 15:00. Treinamos o protocolo e o juramento e passamos a esperar a formatura. A despeito de nossas expectativas de que tudo ocorresse conforme o planejado, ocorreu um atraso por parte do Comandante da Brigada.

É interessante: ao mesmo tempo em que os tenentes que estão a nos orientar dizem que devemos dar exemplo aos subalternos, nossos comandantes deixam a dever o quesito exemplo. Sei que estou julgando por um evento único, mas o que quero dizer é que, muitas vezes, são justamente estes eventos únicos que nos desacreditam frente a uma pessoa ou a um grupo de pessoas.

Depois da formatura, tivemos uma aula inaugural ministrada pelo Coronel Leal, onde foram supervalorizadas as façanhas do exército brasileiro, execrado o comunismo e louvada a ditadura militar. Estou caricaturizando, mas não fugiu muito disso.

Dez horas e meia em pé, foi isso.

02/03/04 – Mais ação. Novamente 7:00, o que quer dizer acordar às 5:40 para fazer a higiene, barba deve ser bem feita, cabelo bem “organizado” e chegada com 30 minutos de antecedência para vestir adequadamente a farda, que deve ser impecavelmente vestida.

Depois de instruções de ordem unida (comandos de disciplina e respeito, continência e marcialidade) na parte da manhã, almoçamos juntos. Durante à tarde, aula teórica sobre continências, honras, sinais de respeito e cerimonial militar das forças armadas. Às 15:00, vestimos pela primeira vez nosso uniforme de treinamento físico militar (calção verde com duas listras, camiseta cavada, meias brancas e tênis preto, TOTALMENTE preto!) e passamos à primeira orientação física.

A parte do treinamento físico não é complicada, principalmente porque não fisemos a corrida, já que estava chovendo e fomos gentilmente liberados pelo Comandante do Batalhão. O chato é toda aquela pompa que existe antes, durante e depois de cada exercício: posição de sentido, descansar, sentido novamente… Só vendo para entender… Bem, daqui a pouco estará no automático…

Fomos liberados às 17:00.

Ao chegar em casa, minha namorada e eu partimos em direção à Academia de Ginástica onde logo a seguir nos inscreveríamos. Fiz minha primeira aula de adaptação, cerca de 1 hora e meia de musculação e exercício aeróbico. Depois, fiz mais 1 hora de capoeira, esta sim me deixou literalmente quebrado…

03/03/04 – 7:00: café da manhã. Ordem unida. Continuação da aula sobre continência e sinais de respeito. 12:10: almoço. Aula prática sobre sinais de respeito e continência. 15:00: treinamento físico-militar. 16:00: visita ao Círculo Militar de Oficiais de Santa Maria. Por justos R$ 15,00 podemos nos associar com número infinito de dependentes e usufruir da piscina semi-olímpica, quadras de tênis, vôlei, vôlei de areia, basquete, futsal, futebol sete, churrasqueiras, galpão crioulo, salão de festas e ampla área verde… Liberados às 17:00. Chegando em casa, muita fome. Devorei um risoto com 2 ovos e ferrei no sono…

04/03/04 – Mesma função. Toda manhã temos o que chamam de formatura: um de nós é determinado o xerife do pelotão (são 2 pelotões) e deve colocar a patota toda em forma e apresentar para o tenente que será nosso instrutor. São verificadas as faltas e depois seguimos para o café. Hoje o xerife do Segundo Pelotão ao qual pertenço foi a aspirante Caneda, psicóloga.

Durante a manhã aula sobre as insígnias militares. Quais são os símbolos que representam cada posto e graduação dentro do Exército, Marinha e Aeronáutica. Descobri que, no Brasil, a Marinha é a mais antiga força armada (oficialmente).

Almoçamos. À tarde tivemos uma prova sobre os conhecimentos adquiridos durante a manhã e uma prova de condicionamento aeróbico. Devíamos correr o máximo que pudéssemos em 12 minutos, sendo que seria considerado excelente acima de 3300m. Consegui correr 2300, com a língua de fora e os lábios cianóticos ao final. 2 colegas conseguiram fazer 3100 metros. Bem, quem sabe ao fim do estágio esteja eu correndo 2900 pelo menos…

05/03/04 – Sexta-feira, todos esperando a hora de ir para casa ao fim do dia. Hoje fui eu designado para ser o xerife. Cumpri bem meu papel, até onde pude perceber. Pela manhã, após a ordem unida, tivemos instruções sobre transgressões disciplinares e crimes militares. Foi bastante interessante. Como militar, possuo automaticamente o porte de arma. Sou também superior a qualquer soldado, sargento ou mesmo tenente da brigada militar e da polícia rodoviária estadual. Muito engraçado isso… Se cometer uma agressão a um civil em um local público, o crime é julgado pelo código penal comum. Se for contra um militar ou em território militar, é um crime militar… Pela manhã tivemos também identificação das ordens através dos toques de corneta… Bem interessante.

À tarde, ainda havia uma esperança de sermos liberados antes do TFM (treinamento físico militar), mas que caiu por terra. Ficamos das 3:40 até às 16:58 fazendo exercícios e correndo cantando canções militares de estímulo. O lado bom disso tudo é que ganho para fazer exercícios…

Escusas sinceras

Não consegui terminar de resenhar o livro “Transparências da Eternidade”, que fica para uma próxima ocasião. Estou “me puxando” lá no Exército e chegando morto de cansado em casa. Instalarei o ADSL em Santa Maria na próxima sexta-feira, após a qual os amigos podem novamente esperam minha visita e comentários.

Gostaria sinceramente de uma opinião de meus 3 leitores sobre a continuidade ou não das Notícias do Front. Eu mesmo, ao ler o que escrevi, vejo que esta seção não tem interesse algum para quem quer que possa vir a ler e mesmo para mim não encontro motivos fortes para seguir escrevendo. Se a maioria das opiniões for contrária à continuação, encerro antes dos 45 dias previstos, assim como se houver indifereça total à minha enquete.

Fiquei pasmo com o fato de que, apesar do assunto polêmico do pôust anterior (sistema de cotas para negros nas Universidades brasileiras) ninguém ter comentado a respeito… È um fenômeno que deve ser estudado… Tantos comentários elogiosos e muitas vezes tão pouca discussão acerca dos assuntos tratados.

PS: estou arquitetando uma forma de passar a hospedar o Escrever por escrever em um site próprio, para deixar de vez esta preocupação em relação ao blogger.br. Assim que isso ocorrer, aviso a todos para que troquem seu endereço nos línques.

PRÓXIMOS PÔUSTS: Diálogos com Deus – Deus e Nietsche, Notícias do Front (ou não) e o que mais sair expontaneamente escrevendo por escrever…

Banner da Zen Nature produtos orgânicos, sustentáveis e oriundos do comércio justo

banner do Medictando - O Bem-estar ao seu alcance

Gostou deste post? Se ele lhe ajudou, que tal doar 1 real para que continuemos produzindo conteúdo assim?
Doação Única de Qualquer Valor via PagSeguro: https://pag.ae/blhvRmR
Regras para comentários: Tudo OK criticar, mas se você trolar, seu conteúdo será deletado. Divirta-se e obrigado por somar à conversação.