Posts made in abril, 2005


Era uma vez, em um distante reino encantado onde vivia uma linda menina,
chamada Branca de Neve. Sua melhor amiga era uma princesa chamada Bela
Adormecida. O único problema de Bela Adormecida é que ela era muito
dorminhoca.

Um lindo dia, enquanto Branca de Neve colhia feijões em seu pé de feijão
gigante, ela viu uma cena que jamais iria esquecer: um lenhador com seu
machado em riste correndo atrás de um menino de madeira que gritava:

-“Não fui eu, não fui eu quem comeu a Casa de Chocolate!” – e a cada vez que
dizia isso seu nariz crescia mais e mais.

Nisso, resolveu voltar para casa e, não mais que de repente, surgiu em sua
frente o Lobo Mau, com sua Harley-Davidson envenenada, convidando-a para
fazer um piquenique na casa da vovozinha.

Branca de Neve não pode aceitar, pois tinha que ir na casa da Cinderela para
se prepararem para o Baile que iria rolar logo mais, em comemoração ao
desaniversário do Gigante, organizado pela “socialáite” Alice.

Ao chegar na casa de Cinderela, que estava de dar uma arrumadinha nos móveis
e tirando a poeira dos estofados (para ajudar sua querida madrasta), Branca
de Neve deparou-se com uma visita ilustre: era Gepetto, que acompanhado de
seus netos João e Maria, havia trazido um lindo cesto de maçãs para
Cinderela, enviados pela sua amiga Bruxa Má.

Enquanto Cinderela terminava de se arrumar, Branca de Neve assistia a dois
documentários no Discovery Channel: um sobre a vida das baleias e tudo que
poderia ser encontrado em seus estômagos e outro sobre um tornado que havia
derrubado a casa de três porquinhos.

Quando estavam prestes a sair rumo ao baile, toca a campainha. Na porta,
uma menininha com chapeuzinho vermelho oferecendo enciclopédias de quinta
categoria e conjuntos com 7 anõezinhos de gesso para jardim.

Como estavam com pressa para encontrar Joãozinho do Pé de Feijão e o
Príncipe Encantado, não puderam comprar nada nem dar atenção à pobre menina,
que enfurecida jogou-se no pescoço de Branca de Neve, dando uma chave de
braço daquelas de legítimo lutador de jiu-jitsu, tendo que ser tirada dali
pelo Saci Pererê, que surgiu do nada para acudir a alva garota.

No fim das contas, nem preciso dizer, o baile lá no Country Club estava “tri
da massa” e todos viveram felizes para sempre.

Escrito em 21/07/2003 e lido por Kátia Suman no Sarau Elétrico “Fábulas”, em
22/07/2003. Publicado na edição de número 36 do Simplicíssimo, em 15/08/2003

Read More

Um dos melhores grupos vocais a capella braisileiros. Isso facilmente se comprova ouvindo Música Popular Brasileira A Cappella, o mais recente trabalho do sexteto.



Reunindo pérolas como Eu Sei que Vou te Amar (Tom e Vinícius), Linha de Passe (João Bosco e Aldir Blanc), Upa Neguinho (Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri) e O Barquinho (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli), todas interpretadas exclusivamente com a voz, o grupo encanta e hipnotiza.


Mas se você espera ouvir apenas laiá-laiá, espere: você também encontrará em Música Popular brasileira A Capella o som de contrabaixo, bumbo, caixa, tamborim, surdo, pandeiro, cuíca e até pratos, isso sem contar com os metais, todos imitados perfeitamente pelas boquinhas do grupo.


Ao fim da segunda audição, você certamente estará como eu, cantando “Bangaouêêêê… Bangaouêêêêê…”

Você pode ouvir trechos das músicas aqui e se gostar, pode comprar o CD por aqui ou direto aqui.

Se o som realmente lhe apetecer ou se o sítio da Biscoito Fino lhe trouxer outras surpresas que seu ímpeto consumista o levar a adquirir, não esqueça do amigo aqui que lhe deu a dica e na hora de comprar indique o código 129342 e eu ganho 5% do valor da sua compra para seguir comprando lá no Biscoito. Ah! E a cada compra que você fizer, você ganha 10% em Bi$coitos para suas próprias compras (cada Bi$coito vale 1 real).

Até segunda próxima com a crítica do novo CD da Ludov.

Read More

Hoje temos mais um jogo do tipo “atravessar o rio”, mas com 2 variações: através de um toco de árvore e com tempo envolvido!

O jogo se chama Crise de Família e seu objetivo é levar toda ela para o outro lado do rio. Entretanto, existe um porém (isso é pleonasmo?): eles necessariamente necessitam da lanterna, que dura somente 30 segundos.

Clique no botão indicado para jogar:

Todos os botões marcados com “verde-fosforescente” são gratuitos. Vale a pena experimentar.

Se você for bem-sucedido, já sabe o que lhe espera:

E agora? Quebre a cuca!

Read More

O Google Fight é o brinquedinho de apostas da Era do Oráculo Google.

Desde o princípio, o Google chamava a atenção pela quantidade enorme de termos que encontrava e também pela velocidade das buscas, geralmente na casa dos milissegundos.

Agora surgiu o Google Fight, onde você pode rapidamente comparar o número de vezes que palavras ou personalidades são citadas no Google.

No site você encontra uma lista de “lutas” clássicas, como bill gates x linus torvalds, america x iraq, luke skywalker x darth vader e também uma série de lutas engraçadas, como por exemplo oj simpson x homer simpson, googlefight x waste of time, microsoft x the law, fat and ugly x thin and sexy e uma ótima: my girlfrend x pamela anderson!

Você pode inclusive fazer uma competição entre blogueiros, ou quem sabe entre times de futebol ou o que mais der na telha. Vale a pena experimentar! Claro, não é um brinquedo para horas a fio de entretenimento, mas garante alguns minutos de diversão em tardes chuvosas, ao menos!

Read More
%d blogueiros gostam disto: