Monthly Archives: agosto 2007

ago 27

Refrigerante corrói os dentes?

By Rafael Reinehr | Curtas da Saúde

    É verdade! Por incrível que pareça, está provado. O refrigerante é rico em ácido fosfórico, que torna o pH da boca muito ácido contribuindo para a erosão do esmalte dos dentes das crianças. Não é necessário proibir completamente os refrigerantes, mas sim diminuir o consumo para, talvez, uma ou duas vezes por semana. Para minimizar o estrago, a dica é ingeri-los junto com as refeições, bochechar com água em seguida por 30 segundos ou mascar chiclete sem açúcar para estimular a salivação.

ago 26

John Buchan, 1st Baron Tweedsmuir

By Rafael Reinehr | Entre Aspas

Our sufferings have taught us that no nation is sufficient unto itself, and that our prosperity depends in the long run, not upon the failure of our neighbors but their successes.

(Nosso sofrimento nos ensinou que nenhuma nação é suficiente em si mesma, e que nossa prosperidade depende, a longo prazo, não do insucesso de nossos vizinhos, mas de seu sucesso.) 

ago 26

Dez dicas para revitalizar o Blogverso

By Rafael Reinehr | Blogosfera

1. Pare de linkar blogs que estão no topo dos rankings
2. Crie uma rede com blogueiros do "seu tamanho" ou menores
3. Faça uma "limpeza cerebral": apague parte dos links antigos e utilize o tempo desbravando novas paragens (mesmo que isso signifique apagar o link para !)
4. Gaste parte do seu tempo com pesquisa para criar bons posts. Escreva com paixão
5. Só comente se tiver algo de útil a adicionar à discussão
6. Se o seu assunto é tecnologia, indique um site literário eventualmente. Se seu foco é entretenimento, não esqueça dos sites de humor. Recicle e respire
7. Críticas favoráveis, faça-as nos comentários. Para as negativas, utilize o e-mail, quando houver
8. Não se furte em divulgar as boas idéias
9. Traga para seu blog coisas da vida real. Não fique somente comentando o virtual no virtual
10. Vá além: utilize sua inteligência para ajudar (de verdade) as pessoas à sua volta. Não sabe como fazer? Pergunte.

branco_leone2.jpg
ago 26

Os melhores (e os piores) textos de Branco Leone

By Rafael Reinehr | Nanoresenhas Canalhas

 

branco_leone2.jpg

    Resenhar um livro nunca é tarefa fácil para mim. Desta vez, resolvi ler em um lugar diferente: fui ao campo e me deitei junto às flores e aos animais da natureza para buscar inspiração. Deitei a cabeça na relva e comecei a devorar "Os melhores (e alguns dos piores) textos de Branco Leone " ali, à beira do riacho. E digo, com esse clima, dá até pra ler o livro de cabeça para baixo.
    Chega de tonterias. Sempre gostei muito de Luis Fernando Veríssimo. E quando uso "muito" quero dizer bastante. Muito mesmo. Pois não é que Branco me lembra Veríssimo? Mas enquanto Veríssimo usa bastante a terceira pessoa e, quando usa a primeira pessoa a coloca na voz de um personagem totalmente inventado, Branco usa com freqüência a primeira pessoa, sendo esta primeira pessoa ele mesmo!
     As histórias criadas (vividas?) pelo personagem Branco Leone são hilárias. Não me lembro agora de um conto ou crônica que fiquei sem um sorriso no rosto. Além dos acontecimentos por si só serem bastante engraçados, a forma com que nos são apresentados é leve, cativante e muito pegajosa. Não dá vontade de parar de ler. Tanto é verdade que, ao contrário do que o Branco poderia pensar, não comecei lendo o livro no banheiro. Fui de Carta de Despedida até Dôna Rósa, professôra de piâno como quem vai de Araranguá a Santo Antônio da Patrulha. Numa pegada, foram 66 páginas de forma indolor mas não indelével. Mais tarde, no mesmo dia, conclui a peça e agora concluo: conheço um pouco mais deste meu nobre amigo. Seu jeito de se relacionar com o mundo, sua sensibilidade muitas vezes escondida, suas estripulias indo aos médicos, viajando de avião, indo trocar um cheque para o seu pai no banco… Conheci personagens que gostaria de ter conhecido na vida real, como o Galaxão, Turmalino e José, o vizinho.
    Em resumo: um livro que você precisa ler (e ter). Eu, atrapalhado como sou, sem tempo de ir ao banco, acabei de perder a terceira edição – esgotada. E olha o que o destino me reservou: o Branco decidiu fazer uma edição especial – limitada – com capa colorida e não é que, este que vos fala ficou com exemplar numerado de número 2? Êita faceirice! Para quem pensa que a resenha favorável se deve a este "astunto" da Natureza, agora com N maiúsculo, não tá com nada. Vá até o site d’Os Viralata e confira este e outros bons livros independentes que estão sendo lançados, como o do amigo Biajoni, a ser resenhado no próximo Domingo. 
ago 25

Schmooze?

By Rafael Reinehr | Awards

    Pois não é que fui agraciado com o prêmio/selo/award com nome mais escalafobético que já passou pelo Blogverso?

    O The Power of Shmooze Award me foi gentilmente indicado pelos amigos blogueiros André Neves, em 6 de agosto deste ano e, no dia 16 deste mês, pelo joomlófilo Ronildo Costa. Só posso agradecer pela indicação, que é feita a blogs e blogueiros que incitem a discussão e o debate através da internet.

    Apesar de adorar ganhar links, não vou indicar ninguém para seguir este meme. Meu lado "invasivo" está sendo guardado para uma sincera lista de e-mails que estou preparando. 

    Se você quiser me dar um presente neste fim-de-semana, que tal me dar um link? É fácil, rápido e indolor! Escolha um assunto aqui do site e comente em seu blog! Só não esqueça de avisar, para que eu possa retribuir com outro link de agradecimento! 

ago 24

Joost e Pownce

By Rafael Reinehr | Só observando...

    Ontem recebi um convite para o Pownce e hoje para o Joost. Acabei me cadastrando nos dois serviços, basicamente movido pela curiosidade. O Pownce, confesso, não conseguiu prender minha atenção então não fucei o suficiente para emitir uma opinião.

    Quanto ao Joost, imagino que seja uma ótima opção de entretenimento ou "anestesia" – para quem tiver banda larga acima de 2 Mbps, que não é o meu caso. O Joost, espécie de TV-streaming com boa definição possui vários canais de televisão mostrando filmes, esportes, canais de música e entretenimento em geral. A grande vantagem está em escolher, além do canal, o programa a ser assistido em determinado momento. 

    Tentei ver o canal de música brasileira e, apesar de ficar curioso para ver a programação, não consegui pela limitação da minha banda "larga", que é atualmente de 500kbps. Nem Baden Powell, dem Ed Motta, nem Elis. Desculpem…

    Conclusão breve: a rede de acesso à Internet em Araranguá  precisa melhorar "algo" antes que o Joost tenha utilidade por estas bandas de cá.

Flores Cor de Rosa
ago 22

Fotos de Quinta #025 – 23/08/2007

By Rafael Reinehr | Fotos de Quinta

    O Fotos de Quinta desta semana traz um tema específico: flores. São fotos tiradas de 15/03/2004 a 11/04/2004, no interior do Rio Grande do Sul. A beleza das cores da Natureza cantam suavemente aos olhos. Aprecie sem moderação.

Flores Cor de Rosa
Flores cor-de-rosa

Continue lendo

ago 22

Lenha na fogueira

By Rafael Reinehr | Minicontos

Alfredo Carvalho Pinheiro Nogueira Oliveira Laranjeira Pereira era um cara de pau. Tinha voz de taquara rachada. No futebol, uma nulidade: um verdadeiro perna-de-pau. Quando lhe perguntavam quando ia casar com Florisbela, batia três vezes na madeira. Trabalhava numa madeireira durante o dia e fazia bicos de carpinteiro depois do trabalho e nos fins-de-semana. Seu prato preferido era filé. Ao molho madeira. Feito em panela de barro. Mexido com colher de pau. Seu perfume era aquele famoso, com odor amadeirado. Quando morreu, não pode usar paletó de madeira: morreu queimado num incêndio na floresta.

ago 21

Alternativas de monetização dos Blogs – Vida Inteligente pós-Adsense

By Rafael Reinehr | Blogosfera

    Hoje foi publicado no blog Pelejando a mesa-redonda protagonizada pelo Alexandre Inagaki , Cris Zimermann e Fábio Seixas e "rebatida" por este humilde blogueiro.

    Por ora, para prestigiar o Vinícius, do Pelejando, o texto pode ser lido somente lá. Depois, transcrevo na íntegra aqui.