Monthly Archives: agosto 2019

Maratona de Leitura de Santa Maria
ago 16

I Maratona de Leitura de Santa Maria – 24 horas de leituras ininterruptas

By Rafael Reinehr | Literatura

Acontece, entre às 9h do dia 16 de agosto e às 9h do dia 17 de agosto a Primeira Maratona de Leitura de Santa Maria.

O convite é que cada cidadão dedique ao longo destas 24 horas pelo menos 15 minutos para leitura, quer seja individual ou coletivamente, sozinho em sua casa ou em um local público, registrando isso na plataforma da Maratona e ajudando a criar um mundo com mais leitores.

Confira a Programação:

SEXTA-FEIRA

9h – abertura*

ABERTURA OFICIAL DA MARATONA, NO CORETO DA PRAÇA SALDANHA MARINHO – CENTRAL DA LEITURA

9h às 12h

AÇÕES DE LEITURA NAS ESCOLAS INSCRITAS 

10h

AÇÃO DA ESCOLA HYLDA VASCONCELLOS COM O ‘FUSCOTECA’: VISITA À COMUNIDADE DO CAMPESTRE DO MENINO DEUS COM UM FUSCA CHEIO DE LIVROS

13h às 17h

PIQUE-NIQUE LITERÁRIO NA EMEI BOCA DO MONTE E OUTRAS AÇÕES DE LEITURA DAS ESCOLAS INSCRITAS

14h às 18h30

CAFÉ COM LEITURA NO THEATRO TREZE DE MAIO

16h

LEITURA NA UNIDADE PEDIÁTRICA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE SANTA MARIA (HUSM)

18h às 21

‘TURMA DO CAFÉ’ – LEITURAS NO BAR DA CASA

SÁBADO

9h – encerramento

CAMINHADA LITERÁRIA COM O COLETIVO MEMÓRIA ATIVA. A caminhada fará uma homenagem aos escritores de Santa Maria. Durante o trajeto, os participantes lerão trechos das obras dos escritores 

Eu já estou Inscrito! E você, o que está esperando? Inscreva-se e Participe!

Madeira
ago 13

Uma História Sobre a Madeira da Suécia

By Rafael Reinehr | Saúde da Sociedade

O vídeo a seguir (em inglês), conta resumidamente a história de uma das mais bem-sucedidas indústrias madeireiras do mundo: o sistema de florestamento sueco.

Com manejos feitos entre 30 a 80 anos após o plantio, e cortes definitivos feitos entre 80 e 120 anos, tecnologias apropriadas aplicadas, manejo totalmente sustentável e uma extração inferior ao crescimento (e mesmo assim com aumento contínuo das exportações), a Suécia desenvolveu um modelo totalmente adaptado a um mundo “pós-petróleo” do qual nos aproximamos utilizando, curiosamente, o carbono.

Assista ao vídeo a seguir: