Curtas da Saúde


    É inegável que a alimentação das crianças está cada vez pior. Contribuem para isso a facilidade de acesso a produtos industrializados como bolachas recheadas, achocolatados, salgados fritos, refrigerantes, a despreocupação ou ignorância dos pais em relação aos cuidados necessários para a saúde da criança ou a agitação da vida moderna que faz com que os pais dêem preferência a produtos pré-embalados àqueles que têm de ser preparados por eles todos os dias, como sanduíches e sucos naturais, por exemplo. O ideal é que cada criança fosse avaliada por um endocrinologista ou nutricionista para saber qual o melhor cardápio para cada faixa etária. Em linhas gerais, devemos preferir que nossos filhos ingiram produtos integrais, frutas, sucos naturais, laticínios ou água, sanduíches naturais com pouco teor de gordura e, ocasionalmente, algumas barras de cereais podem fazer parte da merenda.

Read More

    Sim. A planta possui alguns óleos essenciais com capacidade analgésica e antiinflamatória que ajudam a reduzir as crises de enxaqueca, dores de estômago e também a indisposição intestinal. O preparo é simples: esmague as folhas, coloque água fria e, depois de descansar por 20 minutos, beba. Não ingira mais do que três xícaras por dia.

Read More

     Sim! Ela é rica em antocianinas, pigmentos presentes nas uvas escuras e que são grandes protetores das artérias. Em cada grama da fruta, estão presentes 314mg de antocianinas, enquanto que na amora temos 290mg e na uva, tão badalada, temos 227mg. Algo ainda não comprovado, que está em estudo, é a possível atuação destes potentes antioxidantes na estabilização do açúcar no sangue de diabéticos. A maior concentração das antocianinas encontra-se na casca, portanto é inteligente batê-la no preparo de sucos ou usá-la em geléias. Para quem acha que é só isso, ainda tem mais: a polpa da jabuticaba apresenta ótimos níveis de ferro, fósforo, vitamina C e niacina, vitamina do complexo B que nos ajuda a eliminar toxinas. Para terminar, na casca escura também encontramos a pectina, fibra que ajuda a reduzir os níveis de colesterol. Tá bom ou quer mais?

Read More

    Tudo indica que sim. Nas pessoas mais felizes, o eixo hipotálamo-hipófise-adrenal promove uma produção equilibrada de hormônios do estresse, como o cortisol. Assim, as defesas do corpo se fortalecem. Em quem é cronicamente estressado ou deprimido, ocorre o contrário: o sistema imune enfraquece porque o corpo está sempre operando em “estado de emergência”, possibilitando assim o aumento do número de infecções e até o câncer.

Read More
%d blogueiros gostam disto: