Qualquer idiota pode ver como as coisas estão feias

Posted By Rafael Reinehr on out 11, 2009 | 3 comments


“Sempre há um idiota que nos julga pelo que fazemos. As piores críticas geralmente vem das pessoas que não fazem ideia do que fazemos, não tem dons próprios e que ficam irritadas quando estamos felizes e alegremente nos provocam. A menos, é claro, que estejamos deixando o mundo mais feio. Então, esses tipo de pessoa vai segurar nossa mão com prazer e danãr conosco na sarjeta dizendo que, assim como eles, vemos como aquilo é horrível e se comprazem em comemorar. Mas desde cedo descobri que qualquer idiota pode ver como as coisas estão feias. Não é preciso ter nenhum dom para isso…”

localcolor

O trecho aí de cima, que faz muito sentido para mim, foi retirado da fala do personagem John Talia (Trevor Morgan), o jovem aspirante a pintor que busca ter lições com o mestre da pintura representativa Nicoli Seroff (Armin Mueller-Stahl), um velho rabugento que perdeu sua esposa na Grande Extrusão ordenada por Stálin. O filme O Mestre da Vida (Local Color, 2006), dirigido por George Gallo, é uma lição de sensibilidade artística mas também uma mensagem de humildade perante a vida.

Recomendo.

Gostou deste post? Se ele lhe ajudou, que tal doar 1 real para que continuemos produzindo conteúdo assim?
Doação Única de Qualquer Valor via PagSeguro: https://pag.ae/blhvRmR
Regras para comentários: Tudo OK criticar, mas se você trolar, seu conteúdo será deletado. Divirta-se e obrigado por somar à conversação.

3 Comments

  1. IDIOTA NADA
    TODA CRITICA DEVE SER RECEBIDA ,MUITAS COISAS EM NOSSAS VIDAS PROGREDIRAM GRAÇAS Á CRITICAS ,QUE TORNAM DESAFIOS E FAZ-NOS REFLETIR,MESMO QUE SEJA DOLOROSA A CRITICA NOS AJUDA A CAMINHAR,E MUITA DAS VEZES O IDIOTA TEM VISÃO DO CERTO.DEVEMOS SER SENSIVEIS PARA ENXERGAR ATÉ O QUE NÃO SE TOCA.

    Post a Reply
  2. Zona Autonoma Temporaria
    Pois é . muita informação às vezes produz pequenos lapsos com improbabilidades típicas da velocidade do tempo em relação à massa da matéria.
    Então escrevi Zona Temporal Autonoma e fiquei pensando, ZAT, não está certo, mas enfim, sempre configura uma relação temporaria em que o caos atravessando uma das regiões que se transforma no tempo, cria uma zona temporária de frequencia mais poética que o terrorismo e mais concreta e real.
    Mas logo a ordem se torna mais objetiva e deixamos esse sequencial e continuamos na vidam, hehehe is so much

    Post a Reply
  3. já reservei na locadora!
    vALEÔ

    Post a Reply

Deixe um comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: