Deposteron
Medicamentos

O aumento de preço do Deposteron

Hoje pela manhã, em um grupo de médicos endocrinologistas, descobri que o Deposteron, medicamento utilizado por pacientes em andropausa para garantir sua qualidade de vida, bem-estar e adequada função hormonal e homeostase, bem como homens trans, para permitir a transição de gênero e a manutenção desta, teve seu preço reajustado em cerca de 300% (de menos de 50 reais por 3 ampolas para mais de 200 reais), de forma súbita.

Esse aumento abusivo de preço ameaça a saúde física e mental da população acima, já que era o único composto comercial disponível com valor acessível a uma população que, em grande parte é carente e não recebe o medicamento do SUS.

As alternativas, como o undecilato de testosterona 250mg/ml, com aplicação trimestral e a testosterona em gel são tratamentos ainda mais caros, o que irá inviabilizar o uso do medicamento por uma parcela não desprezível da população, que não terá onde correr a não ser a busca judicial do medicamento, mais uma vez sobrecarregando tanto o sistema judiciário como os balcões das Defensorias Públicas municipais, já abarrotadas de pedidos de medicamentos para toda sorte de afecções.

Qual o papel da ANVISA nessa questão? O que tem a dizer a EMS, responsável pela distribuição do medicamento no Brasil? E, mais importante do que isso: como se pode reverter COM BREVIDADE essa atitude desmesurada trazendo uma solução que atenda ao mesmo tempo a população em necessidade e a sustentabilidade econômica para quem fabrica e distribui? Onde estará o ponto de equilíbrio entre o lucro, as artimanhas políticas, os interesses dos acionistas e a saúde das pessoas afetadas?

Uma alternativa que se impõe e se torna viável em casos como esse, no qual uma empresa detém praticamente o monopólio de uma classe de medicamentos, é a criação de uma Cooperativa formada pelos interessados para importar de países vizinhos e distribuir os medicamentos em nosso país, de forma legalizada. No caso de um medicamento particularmente complicado, como a testosterona – pelos seus efeitos esteróides anabolizantes – podemos antever uma série de empecilhos impostos pela própria Agência que permitiu (por razões ainda não bem claras) este aumento de preço.

O que sabemos a esta altura é que só uma grande mobilização das partes interessadas será capaz de reverter essa decisão arbitrária, que se acumula com tantas outras em nosso país. É hora de virarmos o topo giratório do mundo e criar mecanismos mais transparentes, lógicos e que beneficiem todas as partes de uma equação. Isso não é possível em sistemas melindrosos e auto-protetivos como o que vemos na nossa pseudo-democracia.

No momento, não consigo encontrar saída satisfatória a não ser ventilar o absurdo e fazer coro a quem está sendo injustiçado. Ficar calado não é a solução. Força aos que lutam.

Que tal conteúdo assim no seu e-mail todos os Domingos? Todas as semanas, envio um boletim criado exclusivamente para Aprendizes de Alquimia, assim como você, com conteúdo exclusivo sobre Desenvolvimento Humano, Crescimento Pessoal, Saúde, Aptidão Física, Meditação, Ayurveda, Psicologia Positiva, Ciência da Felicidade e do Hábito ou algum assunto que eu esteja estudando e passe pelo meu radar.


Quintessencial

Deixe um comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ei, espere!

Antes de sair, considere assinar nosso boletim, e receber textos inspiradores todos os Domingos.

%d blogueiros gostam disto: